O espanhol Fernando Alonso mudou seu discurso tenso do ano passado e agora dá mostras de que acredita no projeto apresentado pela equipe McLaren para a temporada de 2016. Apesar de ainda não estar andando entre os primeiros colocados - como se observou na etapa de abertura da Fórmula-1 na Austrália -, o bicampeão está confiante de que poderá conquistar seu terceiro troféu da categoria mais importante do #Automobilismo mundial pela escuderia inglesa.

Alonso, inclusive, sofreu um grave susto no autódromo de Albert Park, em Melbourne, quando capotou ao se chocar no carro de Estebán Gutiérrez, no início da prova. Porém, sequer o forte acidente abalou a confiança do piloto das Astúrias para o restante da temporada.

Publicidade
Publicidade

Depois da pior campanha da McLaren em 30 anos, os engenheiros da equipe britânica conseguiram desenvolver um bólido mais competitivo com o fortalecido motor Honda.

O espanhol esbanjou otimismo ao afirmar que tem reais chances de brigar pelo título e deter a poderosa Mercedes em um futuro próximo. "Estou no lugar ideal para ganhar meu terceiro mundial", destacou o piloto de 34 anos, em entrevista ao Channel 4. "É um projeto vencedor, que pode romper com o domínio da Mercedes, mas isso leva tempo, na Fórmula-1, não existem soluções mágicas", pontuou Fernando Alonso.

O bicampeão pela equipe Renault disse que o importante no momento é ter confiança para que as vitórias surjam. Na temporada passada, além de, não raro, fechar o grid nos treinos classificatórios, a dupla da McLaren, que também conta com o britânico Jenson Button, dificilmente conseguia levar seus carros até o final das provas.

Publicidade

No momento, Alonso acredita que a McLaren está apta a demonstrar o seu verdadeiro potencial, e citou o exemplo de 2015, brincando ao dizer que "não tem nenhuma parte do carro pior do que a do ano passado."

O espanhol sabe que com o decorrer dos anos, as chances de vencer o mundial mais uma vez diminuem, ainda mais depois de amargar três vice-campeonatos pela Ferrari, no conturbado período que passou pela escuderia de Maranello, onde inclusive foi companheiro de Felipe Massa. Alonso se desentendeu com os dirigentes da equipe e rescindiu o contrato. #Entretenimento #Felipe Massa