O paulista Rogério Dutra Silva terá de esperar mais um pouco para retomar um posto no grupo dos 100 melhores tenistas do ranking de entradas da ATP. Na tarde desta quinta-feira, dia 24 de março, o tenista de 32 anos enfrentou o russo Andrey Kuznetsov, número 51 do mundo, na estreia do Masters 1000 de Miami, mas acabou sendo derrotado por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/3, após 68 de confronto. O torneio é disputado em quadras sintéticas e distribui US$ 7.037.595 em premiações totais.

Rogerinho conseguiu disputar seu primeiro evento da série Masters 1000 após ganhar uma vaga como "lucky-loser". O jogador, que treina em Balneário Camboriú, ganhou uma partida no qualificatório, mas perdeu na rodada decisiva.

Publicidade
Publicidade

Com as desistências do holandês Robin Haase e do eslovaco Martin Klizan - ambos contundidos -, ele se tornou o segundo brasileiro na chave de simples.

O também paulista Thomaz Bellucci, tenista número 1 do Brasil saiu adiantado na Flórida e tem duelo marcado com o cazaque Mikhail Kukushkin, que derrotou o norte-americano Brian Baker por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/2. Cabeça de chave 30 em Miami, Bellucci enfrentou o rival em um future, em 2007, e perdeu para o atual 90º colocado. O canhoto de Tietê busca encerrar uma série de quatro derrotas consecutivas.

No momento, Rogério Dutra Silva ocupa o número 105 do ranking de entradas da ATP, mas apesar da derrota, pode até dar um salto de quatro posições, dependendo do desempenho de seus adversários diretos em ação na Flórida. O importante para ele no momento é se manter próximo do top 100, para entrar diretamente em Roland Garros, segundo Grand Slam da temporada, jogando em quadras de terra batida.

Publicidade

O paulista tem como melhor marca na carreira o 84º posto, alcançado em maio de 2013. No ano passado, após uma série de lesões, ele conseguiu se recuperar com boas campanhas em eventos da série challenger e deu enorme salto. Já nesta temporada, seus desempenhos mais destacados foram obtidos com as semifinais do challenger de Buenos Aires e com o vice-campeonato no challenger de Santiago, no Chile. Em ambos os torneios, ele foi derrotado pelo argentino Facundo Bagnis.  #Entretenimento #Tênis #Resenha Esportiva