Os recentes maus resultados do paulista Thomaz Bellucci, tenista número 1 do Brasil, o fizeram perder mais duas colocações no ranking de entradas da ATP. Na lista divulgada nesta segunda-feira, dia 21 de março, o canhoto surgiu como o 35º mais bem colocado, o que o deixou de fora da condição de ser cabeça de chave do Masters 1000 de Miami. Ele precisa reagir rapidamente para que tenha chances de entrar como um dos pré-classificados em Roland Garros, segundo Grand Slam da temporada.

Sendo assim, o canhoto de Tietê pode enfrentar um favorito logo na estreia no forte evento - o sorteio será realizado ainda nesta segunda-feira.

Publicidade
Publicidade

Desde que foi vice-campeão do ATP 250 de Quito, no Equador, Bellucci não conseguiu obter mais triunfos, perdendo nas estreias do Rio Open, do Brasil Open e do Masters 100 de Indian Wells, na semana passada. Em Miami, ele só tem 25 pontos para defender, mas ainda pode ser ultrapassado por mais cinco jogadores, em caso de novo revés.

Por outro lado, o também paulista Rogério Dutra Silva segue firme na busca pelo retorno ao top 100 da ATP. Com boas campanhas em eventos de nível challenger, Rogerinho subiu para o 104º posto, 10 colocações acima do que se encontrava, quando foi vice-campeão do challenger de Santiago. Ele foi número 84 em maio de 2013, mas depois sofreu uma série de contusões e só conseguiu iniciar sua recuperação na temporada passada. Nesta semana, o experiente jogador disputa o quali de Miami e estreia diante do local, Ryan Shane, de 21 anos, e 707º da ATP.

Publicidade

Com sua posição atual, ele segue firme para entrar direto na chave de Roland Garros.

Outro que vem galgando colocações importantes no ranking de entradas é o cearense Thiago Monteiro. Mais uma vez, o tenista de 21 anos deu novo salto e atingiu sua melhor colocação na carreira, no 204º posto, com ganho de 32 posições, após as semifinais do challenger de Santiago. Anteriormente, Monteiro havia surpreendido o francês Jo-Wilfried Tsonga, 9º do mundo, na estreia do Rio Open - que será palco da Rio 2016 -, e os espanhóis Nicolás Almagro e Daniel Muñoz de La Nava no Brasil Open. Almagro é tricampeão do evento.

Já João "Feijão" Souza se recuperou um pouco e aparece como o número 239º do ranking de entradas. Em Miami, ele disputará o qualifying e enfrentará na estreia o francês Kenny de Shcepper. Na faixa dos 200 melhores, os gaúchos André Ghem e Guilherme Clezar tiveram prejuízo nesta semana. Ghem perdeu 18 lugares e é agora o 172º, ao passo que seu conterrâneo desceu 14 colocações, parando no 187º posto. #Entretenimento #Tênis #Resenha Esportiva