Para o Sporting, na voz de um dos seus principais dirigentes, Augusto Inácio, Júlio César não está lesionado e tudo não passa de uma farsa do Benfica para não revelar a falha nas negociações com o goleiro brasileiro. Em declarações ao canal “Sic Notícias”, o Diretor do Sporting diz que teve várias informações de que Júlio César foi “encostado” pela direção do clube depois das negociações para a renovação do seu contrato terem terminado de uma forma atribulada. Desde então, o goleiro brasileiro nunca mais jogou pelo Benfica.

Em uma altura em que o Benfica está na liderança do Campeonato português e nas quartas de final da Liga dos Campeões, jogando um futebol muito eficaz e atrativo, o alegado problema grave com Júlio César, apontado pelo Sporting, pode fazer com que a paz do time do Benfica seja posta em cheque, visto que o goleiro foi sempre titular no time português desde o início de temporada, sendo um dos jogadores mais importantes do time.

Publicidade
Publicidade

Muito convencido da sua informação, Augusto Inácio provou assim que a lesão de Júlio César não passou apenas de uma manobra de diversão para a imprensa portuguesa não detetar os problemas internos do Benfica com o seu goleiro titular. Em declarações ao canal “Sic Notícias”, o Diretor do Sporting foi muito claro: “Júlio César foi encostado”, depois das negociações com o Benfica, com o objetivo de renovação, não terem dado resultados, quando tudo parecia estar acertado até há pouco mais de uma semana.

Na verdade, a lesão de Júlio César, de última hora antes do jogo mais importante do Benfica na temporada, contra o rival Sporting, desde cedo causou alguma desconfiança entre os benfiquistas, que, envergonhados, perceberam agora o que teria acontecido com o goleiro brasileiro, pelo menos na perspetiva do Sporting.

Publicidade

Até ao momento, o Benfica não quis responder à acusação grave do rival, que garante que o clube mentiu aos seus sócios para tentar camuflar um problema interno, naquela que pode ser uma descoberta que pode afetar diretamente a performance do time nas próximas semanas, que são decisivas. #Negócios #Europa #Futebol Internacional