Carrillo, ao contrário do que se previa, torce pelo Sporting ser Campeão porque tenciona receber uma faixa de campeão português se o clube conseguir vencer a temporada 2015/2016 da Liga Portuguesa. Tal como informa o jornal “Correio da Manhã”, em várias conversas com os responsáveis do clube leonino, o jogador peruano, que já nem faz parte do plantel profissional, de uma forma surpreendente, demonstrou esse mesmo interesse, o que foi considerado pelos benfiquistas uma traição ao seu próximo clube, o eterno rival do Sporting: o Benfica.

Apesar de garantir que está sendo mal tratado no Sporting, não jogando nem treinando com o time principal há mais de meio ano, Carrillo quer que o clube também o considere um dos jogadores responsáveis pelo título de Campeão português, visto que ele, ainda que em poucos jogos e apenas no início da temporada, participou ativamente nos jogos do clube.

Publicidade
Publicidade

Segundo informa o jornal “Correio da Manhã”, além do Benfica, também os responsáveis pelo Sporting ficaram muito surpreendidos pela vontade do jogador peruano, que demonstrou, talvez pela primeira vez em muito tempo, vontade de se integrar no grupo de trabalho do Sporting. Contudo, e tal como o Presidente Bruno de Carvalho garantiu, o jogador até pode ser considerado Campeão mas não vai jogar mais ao serviço do clube português.

Quanto ao Benfica, que no início do mês de fevereiro informou que o jovem atacante vai ser reforço para a próxima temporada, não ficou muito satisfeito por saber que ele demonstrou publicamente a vontade de ver o rival Sporting, campeão de Portugal, ainda por cima em um momento em que o Benfica se encontra na liderança da Liga e está entrando na fase decisiva da temporada.

Publicidade

Ainda não se sabe ao certo se a direção leonina vai aceitar Carrillo na festa do título, que foge ao clube há 14 anos, porém a vontade do jogador está clara, mesmo que isso signifique envergonhar a sua próxima torcida e o Benfica, que acreditou no seu talento mesmo depois de saber que o jovem já não joga uma partida competitiva desde setembro. #Negócios #Europa #Futebol Internacional