O #Grêmio não fez a sua lição de casa e se complicou nas oitavas de final da Libertadores da América. Nesta quarta-feira, jogando na Arena, o time foi envolvido pelo Rosario Central e perdeu por 1x0, gol do ótimo centroavante Marco Rubén. O resultado frustrou os planos do time gaúcho, que buscava levar um bom resultado para o jogo da volta, na Argentina, que ocorre na próxima quinta-feira.

O único gol da partida saiu logo aos 13 minutos do primeiro tempo. Em uma bola rifada para o campo de ataque, o zagueiro gremista Bressan se precipitou, perdeu o tempo de bola e cabeceou para trás. Fred e Ramiro se atrapalharam na jogada e a bola se ofereceu livre para Rubén concluir.

Publicidade
Publicidade

Para o comentarista esportivo dos canais ESPN, Mário Marro, a situação do clube gaúcho, após a derrota, ficou bastante complicada.

"Realmente, o Grêmio se complicou muito. A começar que tomou um gol totalmente evitável. O Bressan cabeceou uma bola para trás e o Marco Rubén fez o gol. Eu gosto muito desse time do Rosario Central, que já havia feito belos jogos contra o Palmeiras", avaliou Marra.

Para passar de fase, a equipe comandada por Roger Machado precisará vencer fazendo mais de um gol ou, é claro, construindo um placar com dois gols de vantagem. Se devolver o 1x0 sofrido, forçará uma decisão por pênaltis na próxima quinta-feira. O zagueiro Pedro Geromel, um dos grandes destaques da equipe, pode se recuperar da caxumba e voltar ao time. O Grêmio terá uma semana para trabalhar visando o confronto decisivo na Argentina.

Publicidade

Brasileiros

Os outros brasileiros em campo nesta quarta-feira alcançaram resultados satisfatórios. O Atlético-MG segurou um empate em 0x0 contra o Racing, na Argentina, e agora decidirá sua vaga às quartas no Mineirão, na semana que vem. Lucas Pratto e Robinho aprovaram o resultado. Na mesma situação está o Corinthians, que também ficou no 0x0 contra o Nacional, do Uruguai, atuando fora de casa. A definição sairá na próxima semana, em São Paulo. Na coletiva pós-jogo, Tite reclamou do "último passe". #Futebol #Copa Libertadores 2016