Na tarde desta terça-feira (5), em partida de ida pelas quartas de final da Champions League, o Barcelona derrotou o Atlético de Madrid de virada por 2 a 1. Fernando Torres marcou para os visitantes, mas foi expulso. Na etapa final, Suárez marcou duas vezes para o Barça e deu a vitória para os catalães.   

Curiosidade

Por determinação da UEFA, as duas equipes atuaram na partida de hoje com seus uniformes chamados reservas. A explicação da entidade é de que os uniformes principais das duas equipes são muito parecidos e atrapalhariam as transmissões de TV. Na partida de volta os dois times repetirão os uniformes.  

O jogo

O começo do jogo foi bastante disputado.

Publicidade
Publicidade

O Barcelona tentando mostrar sua força com o trio MSN (Messi, Suárez e Neymar) e o Atlético de Madrid por sua vez procurando marcar a saída de jogo do Barça.

Aos 20 minutos, Daniel Alves alçou bola na cabeça de Neymar, que cabeceou por cima do gol de Oblak. Aos 24, a resposta do Atlético. Griezmann recebeu passe e puxou para a esquerda, chutou rasteiro e a bola passou com grande perigo rente a trave de Ter Stegen.

Para quem achava que os “Colchoneros” ficariam se defendendo e apenas buscando o contra-ataque, o engano foi grande. Aos poucos iam saindo para o jogo e encontrando espaços. Aos 25 minutos, Koke deu uma assistência perfeita na entrada da área para Fernando Torres, que tem faro de gol e não desperdiçou. 1 a 0 para o time da capital.

Aos 35, Torres passou de herói a vilão. Nova falta cometida, segundo cartão, expulsão.

Publicidade

Apesar da superioridade numérica, foi um Barcelona sem inspiração na primeira etapa.

Na volta do intervalo, em 5 minutos, quase um gol de bicicleta de Messi e um chute de Neymar no travessão. O sufoco era enorme e o gigante Barcelona havia acordado. Apesar do bom sistema defensivo de Simeone, a pressão era enorme.

E, aos 18 minutos, não teve jeito. Bola cruzada da direita, Alba bateu para o meio da pequena área e Suárez desviou para o fundo da rede. O Barcelona tinha amplo domínio do jogo.

Aos 30, após bela troca de passes iniciada com Messi e Suárez, Daniel Alves devolveu na área para o uruguaio cabecear e fuzilar Oblak. Virada na Catalunha.

Simeone tentou montar o time para não sofrer mais gols e tornar o confronto impossível de ser revertido. Foi impossível segurar o Barcelona com um jogador a mais por mais de uma hora de jogo. Aos 40 minutos, Messi fez grande jogada individual, invadiu a área, mas foi desarmado na hora do chute. Não foi desta vez que o argentino marcou seu gol de número 500 na carreira.

Publicidade

FICHA TÉCNICA

BARCELONA 2 x 1 ATLÉTICO DE MADRI

Quartas de Final – Jogo de Ida Champions League

Data: 05.04.2016 as 15:45 hs (Horário de Brasília)

Estádio: Camp Nou (Barcelona-Espanha)

Árbitro: Felix Brych (Alemanha)

Assistentes: Mark Borsch e Stefan Lupp (Alemanha)

Gols: Suárez 18’, 30’ do 2º tempo (Barcelona); Fernando Torres 25’ do 1º tempo (Atlético de Madri)

Cartões amarelos: Busquets, Mascherano (Barcelona) Fernando Torres, Koke, Filipe Luís, Griezmann, Lucas Hernandez, Oblak, Augusto Fernández (Atlético de Madri)

Cartão vermelho: Fernando Torres (Atlético de Madri)

Barcelona: Ter Stegen, Daniel Alves, Piqué, Mascherano e Jordi Alba; Rakitic (Rafinha), Busquets (Sergi Roberto) e Iniesta (Arda Turan); Messi, Neymar e Suárez. Treinador: Luis Enrique.

Atlético de Madri: Oblak, Juanfran, Lucas Hernandez, Godín e Filipe Luís; Saul Níguez (Ángel Correa), Gabi Fernández, Koke e Griezmann (Partey), Ferreira-Carrasco (Augusto Fernández) e Fernando Torres. Treinador: Diego Simeone.

  #Resenha Esportiva #Futebol Internacional