O FC Porto revelou publicamente, com a enorme pressão que tem feito à Fiorentina, que o seu próximo treinador é só um: Paulo Sousa. Tal como informa o portal “Premium Sports”, o negócio já está tão avançado que o clube italiano já está procurando o novo sucessor do técnico português, que ainda não se sabe ao certo se já tem um acordo verbal com o time português. O que parece ser cada vez mais certo é a saída de Peseiro no final da temporada e a chegada de Paulo Sousa que vai ajudar a comandar uma revolução profunda, já anunciada pelo Presidente Pinto da Costa.

Com contrato até junho, o atual técnico do FC Porto, José Peseiro, sabe perfeitamente que o seu futuro no dragão está prestes a terminar e, por isso mesmo, a direção portista já tem um alvo bem definido para liderar o time profissional.

Publicidade
Publicidade

Paulo Sousa tem demonstrado uma enorme qualidade na Fiorentina, somando a experiência internacional ao enorme conhecimento que tem do Campeonato português, algo que o Presidente da Pinto da Costa pretende.

Contudo, e para que a contratação seja concluída, o Porto pode ter que pagar uma verdadeira fortuna ao clube italiano, visto que Paulo Sousa ainda tem contrato válido com a Fiorentina. Apesar desse problema, as pressões têm sido intensas e cada vez mais crescentes por parte da direção portista para conseguir garantir o mais rapidamente possível o técnico português, que parece não discordar da sua ida para um Porto que está em um período de reconstrução e reflexão, tal como informa esta manhã a imprensa italiana.

Nas redes sociais, muitos portistas dizem estar muito satisfeitos com a aposta em um treinador português que já tem várias provas dadas internacionalmente, ao contrário do que tinha acontecido com o anterior técnico Lopetegui.

Publicidade

O único entrave para os sócios parece ser a necessidade de investir alguns milhões para garantir Paulo Sousa, algo que parece ser um problema para Pinto da Costa, que em várias entrevistas recentes diz não ter medo em investir muito para o Porto se tornar novamente o principal candidato ao título da Liga portuguesa. #Negócios #Futebol Internacional