Empurrado por mais de 50 mil torcedores, o São Paulo venceu por 2 a 1 o River Plate, na noite desta quarta-feira (13), pela quinta rodada da fase de grupos da Libertadores. Com o resultado, o São Paulo precisa de um simples empate contra o The Strongest, em La Paz, para se classificar. Os gols da vitória do Tricolor foram marcados pelo argentino Calleri, que é o artilheiro da Libertadores com 7 gols; Alonso marcou para o River Plate.

O São Paulo agora é o vice-líder do grupo 1, empatado com o River Plate com 8 pontos, mas os argentinos levam vantagem no saldo de gols, o primeiro critério de desempate (+9 a +6). E são seguidos pelo The Strongest com 7 pontos e o eliminado Trujillanos com 4 pontos.

Publicidade
Publicidade

O jogo

O Tricolor precisava da vitória, então foi para cima do River Plate. Logo no 1º minuto de jogo, Mena tocou a bola na direita para Michel Bastos, que chutou forte e Barovero fez a defesa. O São Paulo teve um nova oportunidade de gol aos 28 minutos, Bruno cruzou a bola na área, Calleri tentou dominar no peito, mas a bola bate nas costas de Ganso e volta para o argentino, que chuta de voleio e abre o placar para os mandantes.

Depois do intervalo, o River Plate voltou melhor para o jogo, e logo no início do segundo tempo Casco cobrou lateral na área. A defesa afastou, e a bola sobrou para Domingo, que bateu forte de primeira. Denis fez boa defesa. Aos 7 minutos o River chegou de novo, D'Alessandro cruzou a bola na área, Alario se antecipa a Rodrigo Caio e cabeceia. A bola passou perto da trave de Denis. 

O São Paulo ampliou sua vantagem aos 14 minutos, Michel Bastos cobrou falta da esquerda e Calleri sozinho cabeceou pra estufar as redes de Barovero.

Publicidade

Aos 16 minutos o clima esquentou: Vangioni chutou a bola em Bruno, que estava no chão. Hudson foi tirar satisfações. E no meio da confusão, Vangioni deu um tapa em Calleri e acabou sendo expulso.

Mesmo com um a menos, o River Plate conseguir marcar, em falta cobrada para a área. Denis saiu mal, Mercado escorou de cabeça e Alonso deu uma testada para marcar o gol. Aos 41 minutos, o volante João Schmidt, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. #Futebol #Copa Libertadores 2016