O jornal “Marca” colocou a demissão de Béla Guttman do Benfica no topo das piores decisões da história do esporte mundial. Os jornalistas espanhóis garantem que o antigo técnico lançou um feitiço contra o clube português quando garantiu que, depois da sua saída, o Benfica nunca mais ganharia uma competição europeia. A promessa foi feita nos longínquo anos de 1962 e a verdade é que, depois de quase uma dezena de finais europeias, o Benfica nunca mais conseguiu dar um título europeu aos seus milhões de benfiquistas.

Entre a escolha de Michael Jordan abandonar o basquetebol para jogar beisebol e a saída de Fernando Alonso da McLaren, os espanhóis garantem que também o Benfica faz parte em um top que não é desejado por ninguém: o das piores decisões no mundo esportivo e que fazem com que milhões de pessoas nunca mais consigam esquecer os maus momentos dos seus clubes.

Publicidade
Publicidade

É precisamente isso que acontece com milhões de benfiquistas, na qual muitos deles acreditam que Béla Guttman lançou mesmo uma feitiçaria contra o clube de coração e que isso acaba sempre prejudicando os seus jogadores no momento das grandes decisões, como aconteceu recentemente nas duas finais que o Benfica chegou à Liga #Europa, onde perderam contra o Chelsea nos últimos minutos e contra o Sevilha nas grandes penalidades. Segundo o jornal “Marca”, um dos mais vendidos de Espanha, essa decisão está na sexta pior da história.

Apesar do top bem-humorado da publicação espanhola, a verdade é que muitos portugueses, sobretudo os benfiquistas que sofrem com essa maldição, não acharam piada e se sentiram humilhados à lista efetuada pelos vizinhos espanhóis, que muitas vezes aproveitam as infelicidades dos times portugueses para fazer algumas piadas mal-intencionadas.

Publicidade

Para conseguir sair dessa lista indesejável, resta agora o clube português conseguir conquistar uma competição europeia e conseguir eliminar, de uma vez por todas, a maldição de Béla Guttman que dura há mais de 54 anos e teima em não desaparecer.         #Futebol Internacional