Gustavo Kuerten é mais um entre os tantos apaixonados pelo #Tênis que se rendeu ao tênis de Novak Djokovic. A cada nova competição, o sérvio número 1 do mundo demonstra que o atual circuito da ATP é dividido entre ele e todos os outros. Em 2016, Nole venceu o Australian Open e os dois Masters 1000 já disputados - Indian Wells e Miami. Tem apenas uma derrota no ano, em Dubai, quando uma infecção no olho o fez abandonar o duelo frente ao espanhol Feliciano López.

A grande fase do sérvio impressiona a todos e já o credencia a quebrar grandes recordes do tênis mundial. Nesta segunda-feira, 11, tem início a gira da Europa no saibro com o Masters 1000 de Monte Carlo, e Djokovic partirá em busca de mais uma taça.

Publicidade
Publicidade

Segundo Guga, em entrevista ao site português Bola Amarela, o momento do sérvio é tão melhor que o dos outros que ele nem precisa jogar o seu melhor para vencer torneios.

"Novak Djokovic está jogando em um nível bem acima dos seus adversários. O único que eu vejo que ainda pode oferecer resistência a ele é o Roger Federer. Tem alguns campeonatos que o Novak nem joga tão bem assim, mas acaba sendo o campeão, como no US Open do ano passado, por exemplo", avaliou Guga, tricampeão de Roland Garros - título que, curiosamente, Djokovic ainda persegue.

Recuperado de uma lesão no joelho e de uma indisposição que o tirou do Masters 1000 de Miami, o suíço Roger Federer está confirmado no torneio de Monte Carlo e volta oficialmente ao circuito depois de um longo período afastado. Para Guga, somente o ex-número 1 do mundo atualmente é capaz de medir forças em igualdade de condições com Djokovic.

Publicidade

"O Federer é um dos melhores da história e está acostumado a se reinventar. Nós jogamos na mesma época e mesmo assim ele se apresenta cada vez melhor. É uma grande pessoa e isso ajuda a manter o legado que tem e o carisma com o público", elogiou Guga.

No entanto, o brasileiro não descarta uma volta triunfante de outro ex-número 1 do mundo: Rafael Nadal.

"Em 2013, ele voltou de lesão e ganhou tudo de novo, quando ninguém mais esperava. Penso que o problema do Rafa é a falta de confiança", opinou. #Entretenimento