Pinto da Costa, Presidente do FC Porto, revelou à sua direção que acredita que Hulk pode voltar ao clube por duas razões: a saída de André Villas-Boas e porque o jogador brasileiro ainda tem casa no norte de Portugal. Tal como informa o jornal esportivo “A Bola”, o FC Porto tenciona contratar velhas glórias do clube, que acabaram por render muitos milhões a alguns anos atrás, para voltar aos seus tempos de glórias e conquistas. Para isso, Pinto da Costa já contactou o Zenit para sondar o jogador, sabendo que terá que pagar muitos milhões para contratar o brasileiro, que tem contrato com o clube russo até 2019.

Depois de três anos verdadeiramente desastrosos para o FC Porto, algo que já não acontecia há muito tempo, Pinto da Costa deu um murro na mesa e já prepara a próxima temporada que, tal como garantiu nas últimas entrevistas que deu, tem de ser completamente diferente das últimas três, nem que para isso o clube tenha que perder a cabeça em contratações e fazer história no futebol português.

Publicidade
Publicidade

Na verdade, e caso se confirme esta contratação, o FC Porto faria com certeza história, pois o atacante brasileiro, que joga regularmente na seleção brasileira, ainda está avaliado no mercado por várias dezenas de milhões de euros, um valor que bateria os vinte milhões do FC Porto dados pelo francês Imbula, que é até à data a contratação mais cara do futebol português, tal como garante o jornal esportivo “A Bola”.

Nas redes sociais, os portistas, sobretudo os sócios que recentemente reelegeram o seu presidente, estão chocados com o dinheiro que o seu clube está preparado para ofertar por um jogador que, apesar de ser considerado um dos melhores do mundo, já tem trinta anos, ou seja, já está na fase descendente da sua brilhante carreira. Na verdade, Hulk sempre foi exepcional na sua condição física e velocidade, sendo que com o avançar da idade essas qualidades podem rapidamente perder muito da sua eficácia, algo que preocupa em muito as torcidas portistas que querem uma revolução no plantel imediatamente.

Publicidade

#Negócios #Futebol Internacional