O tempo é o senhor da razão, diz o ditado. E com o São Paulo não foi diferente. Após eliminação precoce no Paulistão e a difícil classificação para as oitavas da Libertadores, o São Paulo deixou a dúvida de lado ao atropelar o Toluca do México por 4 a 0 no Morumbi e se consagrar como um dos fortes candidatos ao título da Libertadores deste ano.

A partida

Mais de 50 mil torcedores estiveram no Morumbi para acompanhar a belíssima vitória do São Paulo sobre o Toluca. E a torcida compareceu em massa para apoiar o time pois sabia que, pelo menos em tese, não seria fácil, já que o adversário foi o líder do considerado 'grupo da morte', deixando para trás times como Grêmio, LDU (EQU) e San Lorenzo (ARG).  

Contudo, o que se viu foi justamente o contrário.

Publicidade
Publicidade

O Toluca desde o início do jogo foi dominado pelo São Paulo e, por sorte (dos mexicanos), o primeiro tempo não terminou com uma goleada, já que foram 72% de posse de bola, 241 passes certos e 20 finalizações do tricolor. Placar magro para números impressionantes. Os gols da primeira etapa foram marcados por Michel Bastos (aos 27') e Centurión (aos 45').

No segundo tempo, apesar de não construir como no primeiro, o São Paulo foi mais efetivo e Thiago Mendes e Centurión completaram o placar, ambos com assistência de Ganso.

Pós-jogo

Ao sair de campo, ainda no túnel, os jogadores comemoraram muito e falaram sobre a excelente partida. Thiago Mendes ressaltou a qualidade de Ganso e a importância do craque dentro do elenco são-paulino, afirmando também que a torcida teve grande destaque. Já Rodrigo Caio destacou o espírito de luta do time em marcar 4 gols e não sofrer nenhum.

Publicidade

Outro jogador contestado no elenco e que também comemorou muito foi Michel Bastos. O meia enfatizou a superação da equipe e dedicou o gol à família.

Já o craque da partida, Paulo Henrique Ganso, revelou que o São Paulo está aproveitando para crescer na hora certa e que a presença em massa da torcida só transparece que o torcedor do São Paulo vive e respira a Libertadores. Ressaltou, também, que, apesar da vitória, foi apenas o primeiro passo e que ainda há muito caminho pela frente rumo ao título.

Em coletiva, Bauza destacou a dificuldade do próximo jogo em razão da altitude e da necessidade do adversário de reverter o placar.

Próxima partida

O jogo de volta está marcado para o dia 04 de maio, às 19:15, no estádio 'Nemesio Díez', em Toluca. #Futebol #Copa Libertadores #São Paulo FC