Mesmo com 37 jogadores no elenco, e com a previsão de retorno de mais 15, a diretoria do #Palmeiras está em busca de reforços oficialmente. O assunto não é tratado de forma pública, mas as intenções do clube é reforçar alguns setores apontados pelo técnico Cuca. 

Na semana passada, Alexandre Mattos sondou a situação do zagueiro Luan, do Vasco. Como o time carioca disputará a Série B do Brasileiro, o executivo palmeirense achou que a negociação seria mais fácil. Mas não foi. Os cariocas renovaram recentemente com Luan até o fim de 2019 e impuseram uma multa de R$ 20,2 milhões. O valor foi considerado muito alto pelo Palmeiras, que prontamente desistiu do negócio.

Publicidade
Publicidade

Ainda existe a esperança de Luan optar por deixar o Rio e jogar em São Paulo na Série A buscando mais visibilidade.

Dois atletas já deixaram o clube

Na terça-feira, o Palmeiras confirmou a saída do lateral Lucas Taylor. A jovem revelação palmeirense ficará no Criciúma até dezembro como parte da transação com Róger Guedes. O time alviverde comprou 25% de Guedes e pode exercer o poder de compra de mais 25% ao final do Campeonato Nacional. Em paralelo, o time catarinense exigiu cinco atletas do elenco atual. Além de Taylor, Gabriel Leite também viaja para Santa Catarina até o final da semana para acertar novo contrato. 

Régis, que foi contratado do Sport, é outro jogador que pode estar de malas prontas. O técnico Cuca analisou boa parte dos jogadores e já tem uma lista completa de dispensas. 

Vão chegar mais 15

O começo de maio promete ser de muita movimentação no Palmeiras.

Publicidade

Quinze jogadores, que estavam emprestados, vão retornar. Mas Cuca já adiantou: nenhum deles será reaproveitado. Ou seja, Mattos terá que trabalhar intensamente para providenciar clube para cada um deles. O executivo trabalha com a hipótese de usá-los como 'moeda de troca' para conseguir peças de reposição pedidos pelo técnico palestrino.

Elenco grande?

O presidente Paulo Nobre não compactua com a ideia de 'elenco grande'. O mandatário acredita que os atletas disponíveis devem ficar em forma para serem aproveitados, já que tanto o Brasileiro quanto a Copa do Brasil são torneios de 'tiro longo' e problemas podem acontecer no caminho.  #Futebol #Campeonato Brasileiro