Jorge Jesus, tal como já fez no passado, falou com o FC Porto sobre uma possível ida para o clube rival do Sporting no final da temporada e deu uma garantia: em julho as duas partes vão discutir a contratação. Como foi publicado pelo jornal esportivo “Record”, o técnico português, depois da derrota do FC Porto contra o Tondela, respondeu aos avanços da direção portista e não fechou a porta a uma possível ida para o clube do norte de Portugal, mesmo que isso signifique uma enorme traição para o seu clube de coração, o Sporting.

Exatamente como fez quando treinava o Benfica, Jesus não tem problemas em atender as chamadas de outros clubes rivais para discutir o seu futuro, nem que isso signifique uma enorme revolução entre as torcidas portuguesas.

Publicidade
Publicidade

Dessa vez, e quando nada  fazia prever, Jesus está cada vez mais perto do FC Porto, tudo graças à grande amizade que o técnico tem com Pinto da Costa e, como é óbvio, o aumento salarial que uma ida para o Porto significaria.

Segundo informa o jornal de referência “Expresso”, os contatos começaram depois do FC Porto ter perdido oficialmente a corrida para o título de campeão português. Ao contrário do que os sportinguistas esperavam, o seu técnico falou com o rival e garantiu que volta a falar com eles no final da presente temporada. Em uma altura em que o Presidente do FC Porto já informou que vai fazer uma enorme revolução no plantel, a contratação de Jesus seria uma das grandes prioridades para o clube.

Contudo, e como informou a imprensa portuguesa, o Sporting tenciona receber dez milhões de euros para largar o seu técnico, uma verba que pode dificultar um pouco a contratação de Jorge Jesus, visto que nenhum clube português pagou tanto para contratar um técnico.

Publicidade

Ainda assim, e com sérios riscos de não conseguir vencer nenhuma competição na presente temporada, a possível má relação de Jesus com Bruno de Carvalho pode facilitar uma manobra que até agora era inesperada. Nas redes sociais, os sportinguistas garantem estar desiludidos e enojados pelo comportamento de Jesus, ao informar o Porto que vão falar novamente daqui a dois meses. #Negócios #Futebol Internacional