Jorge Jesus não tem qualquer tipo de problemas em exigir um enorme esforço financeiro do Sporting para que as suas exigências sejam cumpridas, nem que para isso o clube fique em claras dificuldades. Tal como informa o jornal “O Jogo”, Jorge Jesus pretende contratar um goleiro, um zagueiro e dois centro-campistas, para reforçar o mais rapidamente o plantel. Se Sandro é uma contratação mais que provável para a defesa, a verdade é que futuras contratações podem dificultar ainda mais as contas do clube português, que foi condenado a pagar uma fortuna ao fundo Doyen, no ano passado.

Uma das condições para Jesus continuar por mais uma temporada no Sporting foi que, independentemente do estado financeiro do clube, Bruno de Carvalho teria que tentar de tudo para conseguir cumprir com os seus desejos.

Publicidade
Publicidade

Por isso mesmo, e contanto apenas com a saída de João Mário, que pode render cerca de 60 milhões de euros, Jesus quer ver essa posição reforçada, podendo também o ataque ter que ser renovado.

Tal como fez com o Benfica, exigindo todos os anos muitos estrangeiros para resolver os problemas no seu plantel, Jesus tem repetido a sua receita de sucesso com o Sporting, não tendo receio nenhum em exprimir os quatro craques que pretende para a próxima temporada, como informa o jornal “O Jogo”. Ao contrário do que a torcida poderia pensar, o técnico português não tenciona reforçar o ataque, mas sim as posições mais recuadas com jogadores de alto nível e, sobretudo, com experiência internacional, como é o caso do Sandro.

Nas redes sociais, muitos sócios do clube estão em choque e receiam que Jesus esteja apenas arrebentando os cofres do Sporting com os jogadores de elite mundial que pretende para o seu plantel.

Publicidade

Sabendo do enorme potencial que os jovens da formação já demonstraram ter ao longo dos últimos anos, os sportinguistas garantem que essa política de contratações não é a mais adequada e que as contas vão ser altamente prejudicadas se Bruno de Carvalho não conseguir colocar uma trava na vontade de Jorge Jesus em formar um dos plantéis mais caros da história do futebol português. #Negócios #Futebol Internacional #PaixãoPorFutebol