A poucos dias do começo da grande festa do esporte mundial, as Olimpíadas do Rio de Janeiro 2016, os atletas, treinadores e preparadores físicos já se preparam com cuidados especiais. De acordo com José Elias de Proença, preparador físico do elenco feminino que disputará os jogos e que ganhou o ouro Olímpico de 2008 e 2012, esse período é "muito tempo para fazer nada e pouco tempo para fazer muita coisa". Já o ginasta Arthur Zanetti e o jamaicano Usain Bolt contam que estão focados nessa reta final e precisam tomar certo cuidado para não contraírem lesões.

“Seguimos treinando como sempre, só que com mais atenção, para evitar lesões.”, conta Arthur Zanetti, o campeão Olímpico e mundial de argolas.

Publicidade
Publicidade

O atleta diz que seus treinamentos, a partir de agora, têm sido bastante cautelosos, cuidadosos e atenciosos. Segundo ele, todo atleta sabe que, para se chegar a uma Olimpíada, é preciso muito esforço, superar as próprias barreiras e, de fato, ser o melhor em seu país naquela modalidade. Isso é bastante difícil e nenhum atleta convocado quer ficar de fora por causa de um simples descuido, mas que pode tirá-lo dos jogos por qualquer lesão.

“Precisamos ter muito cuidado, fazer tudo certinho e com muito foco (...)”, continuou afirmando Zanetti. Já Jade Barbosa, uma atleta bastante conhecida no cenário nacional, até mesmo porque já participou dos jogos de 2008 e está selecionada para o time de ginástica artista dos jogos #Rio2016, conta que é necessário que exista um trabalho preventivo para todos os atletas, principalmente nas áreas de fisioterapia e psicologia: “(...) É uma carga pesada, não deixamos de treinar nada”, afirmou a atleta.

Publicidade

Já um dos principais atletas dos Jogos Olímpicos Rio 2016, Usain Bolt, ícone do atletismo e espelho para outras várias crianças que pensam seguir nesse esporte, ele afirma estar treinando forte. O recordista mundial dos 100m e 200m confessa que não pensa em diminuir o ritmo dos treinos, ele quer chegar nas Olimpíadas ‘voando’: “Estou em boa forma, treinando forte. Meus tempos estão bons, meu treinador está feliz. Então, está tudo bem.”, contou o atleta. Ele também disse que não quer fazer comentários acerca de sua provável aposentadoria no esporte, já que rumores contam que, provavelmente, ele se aposente após essa Olimpíada.