Hoje, 19 de maio, acontece o jogo de volta entre Boca Juniors e Nacional, na casa do Boca em La Bombonera, Buenos Aires. O primeiro jogo de ida, na casa do time Paraguaio, acabou empatado em 1 a 1, uma grande vantagem para o Boca que em casa, só precisará de uma vitória simples, ou, até mesmo, um empate sem gols. O jogo começa às 20h15min, no horário de Brasília, e terá transmissão ao vivo, no Brasil, da SporTV2.

Caso você não possua televisão por assinatura, uma televisão espanhola transmitirá o jogo online, ao vivo e em HD, a partir das 19h45min, que você poderá assistir clicando aqui.

Os dois clubes são um dos mais tradicionais da América Latina, juntos somam 6 títulos mundiais.

Publicidade
Publicidade

Confira como irão os clubes para o confronto.

Boca Juniors

O Boca Juniors vai para o jogo sem um dos seus principais jogadores o Pablo Osvaldo, centro-avante com o salário mais alto da América-Latina e que já defendeu a seleção italiana. O Jogador, que já não vinha tendo um relacionamento muito bom com a torcida, foi 'expulso' do clube, após ser pego pela comissão técnica fumando dentro do vestiário do time. Para substituir Osvaldo, os dirigentes do Boca estão atrás de Gastón Fernández, atacante argentino de 32 anos que atualmente defende o Estudiantes de la Plata.

Sem Osvaldo, o clube provavelmente vai ao jogo no famoso 4-3-3 com o Goleiro Orion no gol; Díaz e Insaurralde na zaga; nas Laterais Fabra e Peruzzi; na meia esquerda Pérez, no meio Jara e Meli na meia-direita; no ataque Carrizo pela esquerda, Pavón pela direita e o idolo e artilheiro do time Tevez no centro.

Publicidade

Nacional

Já o Nacional, que eliminou o Corinthians nas oitavas-de-final, vai ao jogo também sem um de seus principais atacantes. O clube uruguaio pode perder para o jogo, sua principal referência no ataque, Nico Lopéz, que já jogou na Roma e vem chamando a atenção de clubes brasileiros nessa Libertadores. Sem Nico, a provável escalação do Nacional será: Conde, Fucile, Victorino, Polenta, Espino, Barcia, Romero, Porras, Ramirez, Fernandez e Cristian Tabó (Nico Lopez). #Futebol #Copa Libertadores 2016 #Copa Libertadores