Ao entrarem no gramado do Morumbi nesta quarta e, a partir das 21h45 (de Brasília), colocarem a bola para rolar, São Paulo e Atlético/MG buscarão mais do que ser o representante do futebol brasileiro nas semifinais da Taça Libertadores de 2016. Ambos também desejam apagar o momento negativo nesse primeiro semestre de temporada.

Pelo lado tricolor, a decepção ainda é maior. Depois de uma campanha irregular na fase de classificação, o elenco dirigido por Edgardo bauza acabou sendo precocemente eliminado nas oitavas de final do Campeonato Paulista com direito a uma goleada de 4 a 1 sofrida pelo Audax. No entanto, as últimas apresentações na Libertadores, especialmente as vitórias sobre o River Plate, da Argentina e Toluca, do México, aumentam as esperanças de que, no final da competição sul-americana, o torcedor possa esquecer as decepções recentes.

Publicidade
Publicidade

"Precisamos desfrutar esse momento de ser uma das oito melhores equipes da América do Sul. São mais de 400 times no continente, e isso é motivo de orgulho para nós. Nosso time já tem uma identidade, uma maneira de jogar. Confio no grupo. Precisamos desfrutar esse momento de ser uma das oito melhores equipes da América do Sul. São mais de 400 times no continente, e isso é motivo de orgulho para nós. Temos de celebrar o quanto foi difícil chegar aqui", declarou Edgardo Bauza após o treino realizado na última terça, no local da partida.

Já no Galo, a tristeza é mais recente. Depois de uma excelente campanha na primeira fase, o grupo dirigido pelo uruguaio Diego Aguirre viu, no domingo passado, diante de um Mineirão abarrotado de 60 mil espectadores, sendo 57 mil a seu favor, o título estadual ficar com o América/MG graças ao empate de 1 a 1.

Publicidade

Mesmo reconhecendo o abatimento, os jogadores asseguram que tudo ficará deixado para trás quando subirem as escadas de acesso ao gramado do Morumbi.

"Tem muitos jogadores abatidos, assim como eu. Mas não tem jeito. Temos que virar essa página. Temos que acertar ao máximo nessa quarta-feira, porque senão, no jogo de volta, não teremos mais chances", declarou o atacante Hyuri na atividade realizada ainda em Belo Horizonte na segunda passada.

Na quarta que vem, no mesmo horário, o encontro será na Arena Independência, na capital mineira. Quem se classificar, enfrenta o vencedor de Atlético Nacional (COL) e Rosário Central (ARG). #Atlético Mineiro #São Paulo FC #PaixãoPorFutebol