Miriam Nagl, golfista brasileira, teve um excelente resultado no PGA Halmstad Ladies Open at Haverdal, na Suécia, que encerrou a etapa na última segunda-feira (23). A brasileira encerrou o evento na 6ª colocação e subiu 14 posições no ranking mundial. Miriam ocupa agora a 451º posição, a melhor atleta do Brasil no ranking. Se colocarmos no ranking de atletas que podem competir nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016 Miriam está na 59º colocação, de 60 que se classificam. 

Miriam possui uma forte concorrente pela vaga nas Olimpíadas do Rio entre as atletas brasileiras. Victoria Lovelady ocupa a 60ª posição no ranking para os Jogos Olímpicos.

Publicidade
Publicidade

Ela está na última vaga das atleta que irão disputar os jogos, apenas uma atrás de Miriam. 

Peculiaridade do ranking olímpico do golfe

Se classificam as 60 melhores atletas no ranking, porém, apenas duas por países. Essa é a regra geral, porém, existe uma condicional. Caso um país tenha até quatro atletas no top 15 do ranking, ele classifica automaticamente todas elas. É algo próximo do que está acontecendo com os Estados Unidos. A golfista Gerina Piller alcançou o top 15 do ranking Olímpico após o PGA Halmstad Ladies Open at Haverdal e é a terceira atleta norte-americana. A entrada de Piller no top 15 fez com que todas as atletas atrás dela perdessem uma posição, incluindo as duas brasileiras.

Torneio masculino

E o Zika vírus parece que está mesmo amedrontando os golfistas mundiais. Depois do número 35 do mundo, o australiano Marc Leishman, anunciar que não virá ao Rio de Janeiro com medo do Zika vírus, o tornei de golfe masculino pode sofrer mais uma baixa, e dessa vez das grandes. 

O ex-número 1 do mundo, e atual 3º colocado do ranking mundial, o norte-irlandês Rory Mcllory, anunciou em entrevista a rede britânica BBC que pode não vir aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro por medo do Zika vírus.

Publicidade

Segundo o golfista, se o torneio fosse hoje ele participaria sim, mas está se informando um pouco mais sobre os riscos do vírus para decidir se vem ou não para os Jogos.   #Rio2016