As decisões das Copas Europeias, todas ocorridas no último final de semana, acabaram premiando aqueles que curtem emoção no mundo do futebol. Dos seis jogos finais realizados no "Velho Continente", cinco tiveram seus campeões definidos ou na prorrogação ou nos tiros livres da marca de pênalti.

A adrenalina começou logo na manhã de sábado. Com o tradicional estádio de Wembley lotado, após um empate de 1 a 1 durante o tempo regulamentar, o Manchester United, mesmo tendo um jogador expulso (Smalling), garantiu a Copa da Inglaterra sobre os londrinos do Crystal Palace com um gol de Lingard no segundo tempo da prorrogação.

Logo em seguida, Bayern de Munique e Borussia Dortmund, em Berlim, disputavam o torneio da Alemanha.

Publicidade
Publicidade

Após um empate sem gols tanto nos noventa minuto quanto no período complementar, os bávaros asseguram a taça ao derrotar o rival nos pênaltis por 4 a 3.

Simultaneamente, o Paris Saint-Germain, contando com mais uma grande partida do craque sueco Ibrahimovic, que realizava a sua última partida pela agremiação da capital, levantou a Copa da França de uma maneira um pouco mais tranquila ao aplicar, no Stade de France, 4 a 2 sobre o Olympique de Marselha.

Para terminar o dia, em um jogo típico do futebol italiano, a Juventus, que havia conquistado o Nacional daquele país, comprovou a sua superioridade local ao ganhar mais um troféu, derrotando, no Estádio Olímpico de Roma, o Milan, com um gol de Morata, no tempo extra.

O clima permaneceu agitado no domingo. No início da tarde, o Porto até reagiu depois de estar perdendo por 2 a 0 e chegou ao empate.

Publicidade

No entanto, o Sporting de Braga confirmou a zebra e garantiu a Taça de Portugal ao derrotar, nas penalidades máximas, o tradicional adversário pelo placar de 4 a 2.

Finalmente, veio a final da Copa do Rei da Espanha. Embalado pelo recente título da Liga Europa, o Sevilla foi ao Vicente Calderón, estádio do Atlético do Madrid e contava com a maioria da torcida na capital para levar mais uma taça, mas esbarrou em Lionel Messi. Depois de ficar apagado ao longo dos noventa minutos, o argentino comprovou a sua fama e, em dois passes, proporcionou que Jordy Alba e Neymar dessem a vitória de 2 a 0 ao Barcelona.

A temporada europeia de clubes se encerra, de maneira oficial, no próximo sábado, quando acontece, no San Siro, em Milão, o clássico madrilenho entre Real e Atlético pela final da Liga dos Campeões. #Europa #Futebol Internacional #PaixãoPorFutebol