O Comitê Organizador confirmou nesta terça-feira (10), faltando 87 dias para a abertura dos Jogos Olímpicos, os horários dos eventos de abertura e encerramento da Rio 2016. Ambas apresentações acontecerão no estádio do Maracanã.

Segundo o Comitê Organizador, a cerimônia de abertura, marcada para o dia 5 de agosto, será realizada às 20h (horário de Brasília) e encerrando às 23h. Já o evento de encerramento será feito no dia 21 de agosto, começado também às 20h (horário de Brasília) e terminando às 22h20. Os organizadores também anunciaram que antes das duas cerimônias, por volta das 19h20, haverá um show especial para abrir os eventos, mas as atrações ainda não foram definidas.

Publicidade
Publicidade

Números da Rio 2016

Atletas: mais de 10 mil

Países: 206

Modalidades: 42

Provas: 306

Arenas: 37

Vagas garantidas para o Brasil: 431

Ausência sentida

O campeão olímpico em Pequim, 2008, Lionel Messi, será um dos grandes nomes do esporte mundial que não estará presente nas Olimpíadas do Rio de Janeiro. Ele irá disputar a Copa América Centenária, que será realizada nos Estados Unidos em junho. Apesar das datas não chocarem, o Barcelona entrou em acordo com a seleção argentina informando que só liberaria o jogador para uma das competições. O mesmo aconteceu com Neymar, que não irá disputar o torneio continental, mas será figura garantida nos Jogos Olímpicos.

Em entrevista publicada pela ESPN nesta segunda-feira, Messi lamentou não disputar as Olimpíadas, e relembrou os jogos de Pequim, quando se sagrou campeão.

Publicidade

Segundo disse, foi uma experiência “espetacular”, apesar de ter ficado pouco na Vila Olímpica. Ele também ressaltou a importância de cruzar com atletas multi campeões de outras categorias, e disse ser apenas um entre eles durante os jogos, algo bem diferente quando se restringe ao assunto futebol, onde Messi é considerado por muitos o maior da atualidade.

Apesar de não estar nas Olimpíadas por causa da Copa América, ele elogiou o torneio continental, afirmando ser uma “nova oportunidade”, já que a seleção argentina foi derrotada nos pênaltis na final do ano passado pelo Chile. #Rio2016