O Ministério do Esporte admitiu a possibilidade de paralisação do Brasileirão 2016 por conta do descumprimento de algumas normas de responsabilidade exigidas pelo PROFUT ( Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro). Entre as normas do Profut não obedecidas pela entidade máxima do futebol brasileiro estariam a não apresentação das certidões negativas de débito dos clubes junto a União, bem como o certificado de regularidade do FGTS e a comprovação de pagamento dos contratos de trabalho e direito de imagem de todos os jogadores.

A medida se aplica a todos os clubes, inclusive os que não aderiram ao programa, pois precisam cumprir estas metas a partir do momento em que estão participando de uma competição profissional.

Publicidade
Publicidade

O presidente licenciado da CBF, Marco Polo Del Nero, também pode ser afastado do cargo pelo não cumprimento das normas estabelecidas pelo Ministério do Esporte que regem o Profut.

O Estatuto do Torcedor estabelece ainda que qualquer cidadão ou torcedor pode ingressar na justiça comum questionando a validade do #Campeonato Brasileiro. Já no que diz respeito aos clubes, as sanções vão desde a exclusão da participação de financiamentos, o pagamento de tributos a vista e até o rebaixamento de divisão. 

A dificuldade da CBF consiste em fazer com que os clubes cumpram todas estas determinações que implicam em custos, principalmente no momento em que estas agremiações estão com as contas no vermelho. No que diz respeito ao direito de imagem é de conhecimento público que a grande maioria dos clubes brasileiros não consegue manter este compromisso em dia.

Publicidade

Existem casos que a dívida chega a mais de seis meses. 

Já com relação aos salários atrasos dois meses passaram a ser considerados rotina dentro da realidade franciscana que vivem os clubes do futebol brasileiro. Mas uma medida radical que represente a paralisação da maior competição esportiva do País está muito além do imaginário coletivo de quem acompanha o velho esporte bretão. #Resenha Esportiva #PaixãoPorFutebol