Com algumas das principais estrelas na linha de saída, o Benfica está preparando algumas alternativas. De acordo com a imprensa portuguesa, o time português tem já dois atacantes que poderiam reforçar a equipe para a próxima época. Após a conquista de mais um título de campeão nacional, o Benfica prepara já o ataque para a nova temporada. E se os brasileiros Jonas e Talisca estiverem mesmo de saída, o time encarnado tem já duas fortes possibilidades para a ofensiva benfiquista. 

Jonas está com a Seleção Brasileira de Futebol, preparando-se para a Copa América, mas poderia deixar Portugal para tentar uma nova aventura no futebol chinês.

Publicidade
Publicidade

Mitroglou e Raul Jiménez deveriam continuar no Benfica, que tem dois novos alvos sul-americanos debaixo de olho. 

O nome do brasileiro Luciano, do Corinthians, voltou a soar para o ataque da equipe da Luz. Luciano tem 23 anos e já no ano passado foi mencionado para ingressar no time português. Na altura, o negócio acabou por não se concretizar, alegadamente, por uma lesão no joelho do craque, que teria travado o interesse benfiquista. 

A transferência deveria custar ao Benfica cinco milhões de euros, mas o negócio ainda não foi concretizado, apesar de o Benfica se manter atento ao atacante brasileiro. 

Outro atacante que também está sendo referenciado pelo Benfica é o argentino Giovanni Simeone, de 20 anos. O jogador é filho de Diego Simeone, o mítico treinador argentino do Atlético de Madrid e, de acordo com o jornal "A Bola", está sendo observado pelo Benfica. 

O jovem craque do River Plate está jogando pelo Banfield, emprestado pelo River, onde tem jogado mais e está começando a impor seu nome no futebol argentino, e perdendo o destaque por ser apenas o filho de Simeone.

Publicidade

Com 1,79m, Giovanni joga de ponta-de-lança, mas também como médio ofensivo. E é este tipo de atacante mais móvel que melhor se enquadra na estratégia de jogo do Benfica. 

O maior problema na contratação do jogador poderia ser o Banfield. O clube argentino tem opção de compra sobre o atleta, no final da época. O time poderia pagar os oito milhões de euros por Simeone e ficar detendo os direitos do jogador, dificultando as negociações entre o Benfica e o River Plate.  #Europa #Futebol Internacional #PaixãoPorFutebol