Em enquete feita na internet, o atleta teve 75% de recusa por parte da torcida rubro-negra, porém isso não intimidou o clube e nem o jogador que disse que responderá em campo, e afirmou também que esta pronto para surpreender a torcida.

Quanto à contratação, não houve uma boa receptividade por parte dos torcedores do Leão pernambucano. Uma enquete feita na internet mostrou que 75% dos torcedores reprovaram a negociação. Até campanha contrária nas redes sociais pode ser vista, a campanha tinha como intuito fazer com que o clube desistisse da contratação. Porém, não surtiu efeito, não abalou a diretoria e nem o atacante. O jogador que está com 33 anos diz que tem experiência adquirida no #Futebol nacional e internacional, e essas são suficientes para lhe auxiliar a vencer situações como a que se vê na atual conjuntura, disse que a idade que é mal vista por alguns, mas que para ele é também um fator a mais que deverá ser usado nessa superação.

Publicidade
Publicidade

O atleta falou que seu dever é trabalhar, que sempre agiu assim, e que agindo assim tornou-se artilheiro na J-League (liga japonesa), lembra que assim também tornou-se artilheiro no Vasco e em outros clubes. Como quem deseja encerrar o assunto repetiu de forma enfática que o trabalho será a melhor resposta.

Edmilson também revelou que esta não é a primeira situação da carreira em que se vê rejeitado. O atleta falou que na outra vez em que isso ocorreu, com muito esforço e trabalho conseguiu dar a volta por cima e ser aceito pela torcida, e lembra que tal convencimento se deu por ter se tornado peça fundamental no time a qual estava.

Com nostalgia disse que seu pai, que o acompanha sempre, viu de perto toda essa situação, disse que na época em que isso aconteceu pela primeira vez, foi quando ele veio jogar no Vasco, após 10 anos fora do Brasil.

Publicidade

Ele  lembra que no meio dessa mesma rejeição, encontrou forças e respondeu com trabalho. Ciente, o jogador diz que todo grande clube faz com que se sofra esse tipo de pressão. Lembra que o Sport tem a maior torcida do nordeste, então disse que acha normal acontecer tais reações. Diz estar tranquilo e que acredita que nada disso será um problema.

Mesmo já estando regularizado, o atleta ainda não poderá jogar no próximo jogo, que será no domingo, o jogo será a segunda rodada do Campeonato Brasileiro e no embate enfrentará o Botafogo. Sem poder jogar ainda, Emilson faz um prognóstico de quando estreará: ele acredita que para esse fim de semana ainda não estaria pronto, visto que seu último jogo foi no dia 28, na Copa do Brasil - na ocasião, vestindo ainda a camisa do Red Bull Brasil, Edmilson enfrentou o América-MG. O atleta lembrou que desde então só tem treinado. Como ainda não trabalhou com o grupo, acredita que somente na próxima semana estará pronto para entrar em campo com a camisa rubro-negra do Sport. #PaixãoPorFutebol