O mundo do jornalismo esportivo vive um contraste. Duas das mais tradicionais emissoras de #Televisão vivem momentos totalmente distintos: a Fox Sports e a Rede TV. Enquanto a primeira busca adequar a sua situação financeira, a segunda planeja um alto investimento em competições esportivas, principalmente o futebol. Seu objetivo específico é substituir a Band na parceria com a Rede Globo nos direitos de exibição da Copa do Brasil, mesmo diante do alto valor pedido pela emissora carioca para haver esse sublicenciamento (algo em torno de R$ 9 milhões).

Tanto em um quanto no outro caso, a expectativa é de uma definição até o próximo mês de junho, 60 dias antes do início das Olimpíadas, que, em 2016, serão realizadas no Rio de Janeiro

O ocaso da Raposa

Resultante da parceria pertence do grupo norte-americano com a produtora Casablanca, a Fox Sports é sediada em São Paulo e está em território brasileiro desde o último dia 05 de fevereiro de 2012.

Publicidade
Publicidade

Na sua entrada, a emissora gerou um frissom no público, especialmente por conta das suas atrações esportivas, principalmente a Taça Libertadores da América, competição a qual detém os direitos de transmissão. Além dela, fazem parte da sua grade alguns dos principais campeonatos europeus (Inglês, Alemão, Italiano e Espanhol) e a Copa Sul-Americana.

Nos últimos meses, porém, o grupo vem atravessando um sério problema financeiro. Na segunda passada, houve a dispensa de seis funcionários: Fernanda Amalfi, Ana Ramos, Maurício Rossi, Matheus Almeida, Jean Santos e Henrique Neves. Três deles tinham, como função, os eventos e transmissões propriamente ditos; uma era produtora de jornalismo, um editor de jornalismo e um assistente de produção. Segundo a direção, os cargos não foram extintos, mas essa medida foi tomada por conta da inauguração da base do Rio de Janeiro, e ainda ocorrerão novas demissões na sede paulista.

Publicidade

Presente na operadoras SKY, NET, Claro TV, GVT TV, Vivo TV, Nossa TV, CTBC TV e TV Alphaville, a Fox Sports já é o segundo canal de assinatura mais assistido no país, superado apenas pela Sportv, da Globosat.

Rede TV; a pequena que quer ser grande no esporte

Fundada em 15 de novembro de 1999, após compra de cinco concessões da extinta Manchete (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife e Fortaleza), a Rede TV é um canal aberto sediado em Osasco, na Grande São Paulo, com programação diversificada. Nos últimos anos, porém, os seus proprietários (Almicare Dallevo Jr e Marcelo de Carvalho, sócios do Grupo Tele TV) resolveram investir firme no mercado esportivo, criando, inclusive, um programa onde são exibidas, nas tardes de sábado, competições de diferentes modalidades, algo similar ao "Show do Esporte", que era atração da Band durante todo o domingo até 2004.

No momento,  a Superliga de Vôlei, o Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia, o Campeonato Paulista de Basquete, o Novo Basquete Brasil e a Série B do Campeonato Brasileiro fazem parte da grade da Rede TV. #Copa do Brasil