E as Olimpíadas Rio 2016 continua sendo prejudicada pela dengue e também o zika, principalmente por causa das desistências de esportistas internacionais. Agora foi a vez de Marc Leishman, golfista australiano, número 35 entre os melhores do mundo. Ele já definiu que não virá ao Brasil para os #Jogos Olímpicos por causa do vírus zika. O golfista alegou também que a esposa está com problemas de saúde, mas sem dúvida alguma o que pesou mesmo na decisão foi o medo de contrair o vírus.

Marc Leishman fez questão de emitir um comunicado informando sua decisão e disse que já avisou à federação de que não virá ao Brasil representar seu país e que ele chegou à conclusão de que isto era o melhor a ser feito depois de uma consulta ao médico da esposa, que disse a ele ser grande o risco de se contaminar com o vírus zika. Com esta afirmação, ficou fácil para ele tomar esta decisão.

Publicidade
Publicidade

Audrey, esposa do golfista, de 32 anos, teve a saúde comprometida por uma infecção bacteriana no ano passado e até hoje encontra-se em tratamento. Marc Leishman lembra perfeitamente que ela quase morreu e depois disso ficou mais propensa a ter outras infecções, seu sistema imunológico não se recuperou bem e isso a deixa bem mais vulnerável ao vírus.

Esta é a segunda vez que um grande nome do golfe australiano desiste de vir às Olimpíadas Rio 2016. O primeiro foi o número 7 do mundo, Adam Scott. Há duas semanas, ele informou que não viria para os jogos e se justificou afirmando que sua agenda já estava repleta de compromissos para o período dos jogos aqui no Brasil.

Vijay Singh, o número 1 do mundo, é outro grande golfista que desistiu dos jogos no Rio de Janeiro por temer o zika. Singh disse que adoraria vir disputar as Olimpíadas, mas por causa da "porcaria do vírus da zika" ele estava desistindo.

Publicidade

O mosquito Aedes aegypti se tornou o inimigo número 1 da Rio 2016 e continua afastando grandes nomes do esporte mundial do Brasil. Não se sabe quantos, mas muitos turistas também estão pensando em deixar de vir por este mesmo motivo. #Rio2016