Nesta quarta-feira (01), o #Corinthians vai enfrentar o Santos em partida válida pela quinta rodada do #Campeonato Brasileiro, este jogo será o terceiro duelo do Timão em apenas 6 dias e já no próximo sábado irá enfrentar o Coritiba, sendo assim a quarta partida disputada em 10 dias. Com tantos jogos assim, o técnico Tite não conseguiu se segurar e criticou duramente a CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

O treinador já vem criticando há muito tempo as partidas que ocorrem às 11h da manhã, apelidando o horário de 'desumano'. Vale lembrar ainda que o técnico corintiano teve recentemente na CBF, lá criticou os jogos que acontecem seguidamente, como é no caso do Timão, que vai disputar 4 partidas em menos de 2 semanas.

Publicidade
Publicidade

Em entrevista, Tite pegou no pé da Confederação Brasileira de Futebol quanto aos direitos de transmissão, que são da Globo. A Rede Globo por sua vez é quem fica responsável por elaborar a grade de programação, caso esse que irrita o comandante do clube de Parque São Jorge. Nesse bate papo com os jornalistas, ele ainda ressaltou que, na partida em Pernambuco contra o Sport, foi o médico alvinegro Ivan Grava que pediu aos árbitros para que houvesse a paralisação no duelo já no segundo tempo, pois os atletas estavam bastante desidratados devido ao forte calor na Ilha do Retiro.

O treinador ainda não se calou na entrevista e chamou a CBF de irresponsável na frente do diretor Manoel Flores, já que todos que estavam presentes na reunião decidiram não jogar em menos de 3 dias, ou seja, 72 horas.

Publicidade

Tite também cobrou ao órgão responsável que tire o poder da Globo e faça ela mesmo uma grade de programação dos jogos.

O técnico do Corinthians carrega um forte trauma desde 2004, pois foi o ano em que Serginho, do São Caetano, morreu dentro de campo, a partida era contra o São Paulo no Morumbi. Após esse fato, o treinador olha com muita cautela e preocupação a situação em que os atletas se encontram. Agora, Tite torce para que nenhum problema grave volte a acontecer, pois, na sua opinião, será a CBF a responsável se isso acontecer. O técnico não vai parar de cobrar e pede a ajuda de todos os envolvidos a colaborar. #PaixãoPorFutebol