A situação de Muricy Ramalho no #Flamengo segue muito difícil. O técnico teve um quadro de arritmia cardíaca ainda no início da semana passada e acabou ficando de fora dos dois jogos seguintes contra Fortaleza e Grêmio. Em São Paulo, ele realizou uma bateria de exames e a diretoria rubro-negra aguarda uma resposta do treinador sobre sua permanência ou não. Ele não comandará o time contra a Chapecoense, nesta quarta, e dificilmente estará na casamata contra a Ponte Preta, em Campinas, no final de semana.

Por enquanto, o interino e auxiliar fixo Jayme de Almeida seguirá comandando a equipe. O jornalista da ESPN Brasil, Jorge Nicola, comentou nesta quarta-feira, 25, durante o programa Bate Bola Debate, que Muricy não deverá retornar ao Flamengo.

Publicidade
Publicidade

A tendência é que ele se afaste em definitivo para cuidar da sua saúde. Fora do Flamengo, o técnico campeão brasileiro por São Paulo (2006, 2007 e 2008) e Fluminense (2010) deverá se aposentar.

Com isso, abre-se uma importante brecha no comando técnico do clube. Em crise após as três eliminações no primeiro semestre (Campeonato Carioca, Primeira Liga e Copa do Brasil - essa apenas na segunda fase), o Flamengo mira uma reação no Brasileirão para viver dias melhores em 2016. No momento, o time tem 3 pts na tabela após vencer o Sport em casa na primeira rodada e perder para o Grêmio, em Porto Alegre, no domingo passado.

Ex-técnico do clube em 2004, quando venceu o Cariocão e foi vice da Copa do Brasil, Abel Braga é um dos nomes cotados para assumir o Flamengo caso a provável saída de Muricy se confirme.

Publicidade

No entanto, Abelão ainda tem uma pendência do seu último trabalho no mundo árabe até o mês de julho e precisaria destravar essa situação. O departamento de #Futebol também poderá sofrer mudanças. O diretor-executivo de futebol Rodrigo Caetano está tendo o seu trabalho contestado e pode ser substituído. Nomes como o do ex-zagueiro Fábio Luciano e Thiago Scuro, atual diretor do Cruzeiro, estariam entre os mais cotados para exercerem a função no Flamengo.