Em julho de 2015, um tweet publicado pelo paraguaio Lucas Barrios deixou a torcida do #Palmeiras muito feliz. O jogador confirmou que vestiria a camisa palmeirense e que se dedicaria ao extremo. Uma avalanche de comentários e 'boas vindas' foram publicados, enchendo o torcedor de esperança.

Mas a chegada do atleta não supriu toda a expectativa dos torcedores. O jogo contra o Fluminense, pelo Brasileiro do ano passado, no Maracanã, foi a partida que Barrios se destacou. Depois do duelo, o jogador acabou sendo superado por outros atacantes. Atualmente, Alecsandro tem a titularidade com o técnico Cuca. Se analisarmos friamente, Lucas Barrios é o terceiro atacante, já que Rafael Marques pode ser a segunda opção.

Publicidade
Publicidade

Com salários pagos pela Crefisa, o jogador chegou a ter seu nome na lista de dispensas. O Internacional-RS ofereceu três jogadores pelo paraguaio e a diretoria do Verdão confirmou que 'pensaria no assunto'. Após consultar a parceira, a sugestão foi manter o atleta, principalmente pelo alto custo mensal: R$ 1 milhão. 

Com entreveros confirmados com a patrocinadora, a diretoria não quis mais problemas e decidiu manter o atacante. Alexandre Mattos, executivo de futebol, conversou com Cuca e pediu que o treinador tivesse uma conversa clara com Barrios. No treino desta quinta-feira, ambos caminharam juntos e dialogaram bastante nos gramados da Academia de Futebol.

Cristaldo pode sair

Com a permanência confirmada de Barrios, Cristaldo pode estar com os dias contados no Palmeiras. O argentino seria o quarto reserva e não teria tantas chances assim.

Publicidade

O Rubin Kazan, da Rússia, já fez proposta em dezembro para tirar o jogador do Alviverde. No entanto, Paulo Nobre considerou o valor abaixo e não bateu o martelo. Considerando agora a reserva absoluta, o mandatário já pensa em retomar a conversa com os russos e achar um caminho viável. 

Preparação em curso

Cuca já iniciou os treinos táticos no Palmeiras. O treinador pega pesado na movimentação e principalmente na marcação. O time acabou tomando gols demais por falhas justamente no setor defensivo.  #Campeonato Brasileiro #Corrupção no futebol