Brandonn Almeida. Esse nome vai ficar na história do #Corinthians. Um novo craque do futebol do Timão? Nada disso. Com apenas 19 anos, ele é o primeiro nadador, formado nas categorias de base do clube, que irá disputar os Jogos Olímpicos. O fenômeno Brandonn é fruto do investimento do clube na natação competitiva. Já passaram pelas piscinas alvinegras campeões como Thiago Pereira, medalha de prata em Londres 2012, e a maratonista aquática Poliana Okimoto, também presente na Rio 2016.

Três outros nadadores corintianos vão entrar no Parque Aquático Maria Lenk para brigar por medalhas na Rio 2016. Mais experientes, Felipe França, Leonardo de Deus e Thiago Simon têm carreiras distintas, mas o mesmo objetivo de representar bem o Brasil e o Corinthians.

Publicidade
Publicidade

Nas Olimpíadas, Brandonn vai participar de duas provas: 400 metros medley e 1.500 metros livre.  O feito do jovem nadador impressiona, já que, desde as Olimpíadas de Sydney, na Austrália, em 2000, nenhum atleta brasileiro se classificava para competir nessa prova longa.   Ele diz que isso comprova a evolução da natação brasileira e que vai “treinar bastante para representar a nação corintiana e o Brasil muito bem. Conto com a torcida de todo mundo”, completou.

Felipe França, especialista nos 100m peito, participa pela terceira vez dos Jogos. Ele analisa sua presença no Rio: “Meu maior obstáculo será ultrapassar a semifinal olímpica, pois eu já fui semifinalista em 2012, e isso para mim já é um grande feito”. Ele se integrou ao grupo corintiano em 2014 e, na carreira, já ganhou 12 ouros, seis pratas e três bronzes em torneios internacionais.

Publicidade

Estreante em Jogos Olímpicos em Londres 2012, Leonardo de Deus, o Léo, comenta que “viver uma Olimpíada dentro do seu próprio país é um evento totalmente diferente”. Para ele, isso é bom, mas também traz mais responsabilidade. “A gente tem de ter muito controle mental pela pressão que vai ter da torcida, dos familiares”.  Em 2012, Léo foi semifinalista nos 200m costas e na Rio 2016 volta a disputar essa prova, além dos 200m borboleta.

Já Thiago Simon é novato nas Olimpíadas e valoriza o fato de poder treinar ao lado de outros nadadores com experiência. O atleta de 26 anos vai para a disputa dos 200m peito. “Eu imagino como será o calor dos torcedores nas Olimpíadas e isso me motiva ainda mais. Tem 14 semanas até lá e dá para treinar bastante”, finalizou.

Confira o vídeo dos nadadores corintianos: 

#Rio2016