Como já é de costume, todas as quintas-feiras, às 12h, um novo lote de ingressos para novas modalidades e sessões esgotadas começa a ser vendido. Nesta quinta-feira (19), os esportes que estarão a venda são as finais de atletismo e basquete, além de todas as sessões de natação. Para quem está interessado é bom correr, porque são três dos esportes mais procurados durante os Jogos Olímpicos. As vendas serão feitas no site oficial dos Jogos Olímpicos do Rio 2016. 

Preços

Atletismo: R$ 100 a R$ 200

Basquete: Feminino entre R$ 50 e R$ 900 - Masculino entre R$ 100 e R$ 1200

Natação: R$100 a R$ 900

Basquete

A seleção brasileira de basquete é uma das esperanças de medalha para o país nos esportes coletivos, porém, não terá vida fácil já na 1ª fase.

Publicidade
Publicidade

O Brasil caiu no grupo da morte, com as seleções da Argentina, Espanha, Lituânia, Nigéria e uma quinta força que será conhecida no pré-olímpico europeu. 

O pivô Nenê e o armador Raulzinho, ambos atletas da NBA, falaram sobre as chances do Brasil nas Olimpíadas do Rio. Nenê foi extremamente direto: "Ser eliminado não passa pela nossa cabeça". Raulzinho seguiu o mesmo discurso: "Na minha cabeça, cair na primeira fase não passa".

É de extrema importância para a seleção brasileira passe em 3º, 2º ou 1º do grupo. Do outro lado da chave está os Estados Unidos, que provavelmente irão confirmar o favoritismo e passar em 1º. Se o Brasil for o 4º colocado, pegaria já os EUA nas quartas, o que, com uma derrota, o impediria de lutar pelo título.

O problema são os adversários. A Espanha é atual vice-campeã olímpica e campeã europeia de 2015.A Lituânia foi 4ª colocada no último Campeonato Mundial, disputado em 2014, e atualmente é a 3ª colocada no ranking da FIBA.

Publicidade

Já a seleção argentina, além de ser um rival histórico do Brasil, é a 4ª colocada no ranking da FIBA. Para completar a rivalidade, nos Jogos Olímpicos de Londres os argentinos eliminaram os brasileiros nas quartas de final. A vingança veio no mundial de 2014, quando o Brasil eliminou os argentinos. #Rio2016