Revelação do Campeonato Brasileiro de 2015, o jovem criado na base palmeirense, Gabriel Jesus, é alvo de assédio de clubes europeus desde o ano passado. Nesta temporada, o desejo de times como a Juventus,da Itália, pelo futebol do garoto, tem ficado mais evidente com notícias divulgadas em jornais estrangeiros e as frequentes viagens de Cristiano Simões, agente do jogador, à #Europa.

Enquanto aguarda propostas por Gabriel Jesus, a diretoria do #Palmeiras busca maneiras de diminuir o impacto técnico que a ausência do artilheiro traria ao planejamento do técnico Cuca, que disse ser obsessão a conquista do Campeonato Brasileiro, torneio no qual já iniciou com três pontos e quatro gols de saldo após goleada, no último sábado (14), sobre o Clube Atlético Paranaense, no Allianz Parque.

Publicidade
Publicidade

Além do empresário do atacante, a 9ine Sports & Entertainment - empresa de marketing esportivo que atua no planejamento de imagem e captação de empresas patrocinadoras a artistas e atletas em geral -, de propriedade do ex-jogador Ronaldo "Fenômeno", está trabalhando na divulgação de Gabriel Jesus e buscando propostas pelo jogador.

Cristiano Simões disse que o agenciamento do atacante não visa apenas propostas financeiras atrativas mas também infraestrutura de ponta ao atacante, observando os ambientes dos clubes interessados afim de prever a forma de adaptação do jogador.

Com a possibilidade de o atacante ser negociado neste ano, o Palmeiras, no início da temporada, tratou logo de renovar o vínculo do atleta, aumentando seu salário e a multa rescisória afim de evitar prejuízos como os que aconteceram com o Corinthians, que acabou sendo desmanchado em 2015 após investidas dos chineses.

Publicidade

Na terça-feira (17), com a notícia de que a esquadra italiana Juventus poderia oferecer até 20 milhões de euros por Jesus, o agente do jogador afirmou que ele não sai do Palmeiras por essa quantia.

A multa para a transferência de Jesus está fixada em 40 milhões de euros, cerca de R$ 159 milhões. Entretanto, clubes como Manchester United, Real Madrid, Bayern de Munique, PSG e Barcelona, escolhidos pelo jogador, tem o privilégio de contratá-lo por 24 milhões de euros, condição aceita pela diretoria palmeirense que pretende mantê-lo no elenco principal de Cuca até, pelo menos, o fim desta temporada. #PaixãoPorFutebol