Poderia ter sido aplaudido e ovacionado, afinal foi com o auxilio dele que Neilton fez o único gol da partida. Porém o comportamento que o atleta teve logo após o gol fez com que ele fosse do céu para o inferno, deixou de ser herói e tornou-se vilão. Foi dessa forma lamentável que a noite se findou. A razão? Após o gol que trouxe vitória para o clube carioca, Octávio, que tinha entrado aos 31 minutos do segundo tempo, correu na direção da torcida organizada e com gestos e gritos mandou que os torcedores gritassem mais alto. Imediatamente veio a resposta, a torcida começou a gritar palavrões e que o Botafogo não precisa dele.

Em outro momento mandavam que ele tirasse a camisa, pois o meia não merecia vestir aquele manto.

Publicidade
Publicidade

Isso sem citar os muitos palavrões que foram proferidos ao jogador de 22 anos.

Não é de hoje que essa indisposição entre torcida e o jogador existe. Desde que o atleta retornou do empréstimo da Fiorentina, a sua demissão tem sido pedida. Junto da demissão dele, pede-se também a de Lucas Zen e Gegê, porém esse último conseguiu dar a volta por cima, diferente do colega Octávio que na noite de ontem parece ter estragado de vez a sua relação com os torcedores.

Nada foi dito pela diretoria sobre o assunto, e quem tomou a frente foi o comandante Ricardo Gomes. Em entrevista o técnico falou que Octavio é um garoto com uma boa cabeça, porém a pouca idade faz com que lhe falte experiência para lhe dar de forma mais adequada em algumas questões. O técnico disse que no #Futebol sempre haverá muita pressão, isso é algo intrínseco na profissão, e que a rebeldia típica da juventude nunca funcionou como uma boa conselheira.

Publicidade

O técnico ainda lembrou que a torcida paga pelo ingresso, comparece aos jogos e se assim o faz é por desejar o melhor para o clube e que os profissionais do futebol precisam entender isso. O técnico encerrou o assunto dizendo que iria conversar pessoalmente com o jogador, e que espera que o garoto esteja pronto para ouvir e absolver o que será dito, pois vê no atleta um longo caminho a ser percorrido e espera que nesse caminho adquira uma postura diferente e que os tropeços sejam evitados.

O próximo jogo do Botafogo será contra o Sport, o jogo será na Ilha do Retiro, no próximo domingo, as 18h30, pelo Campeonato Brasileiro.