O time que costuma "fazer os craques em casa". É assim o Flamengo, que tem a maior torcida de todo o Brasil. Hoje preparamos um top 10, dos ídolos que passaram e fizeram história por lá, da antiga a mais recente geração.

Zico

Arthur Antunes Coimbra, Zico ou Galinho, marcou 509 gols pelo clube. Ele foi um dos melhores atacantes do Brasil. Teve destaque mundial quando conquistou a Taça dos Libertadores da América e o campeonato Mundial de Clubes do Flamengo. A estreia de Zico foi contra o maior rival do time, o Vasco, e apesar de não ter marcado gol, o time venceu por 2x1.

Júnior

O Leovegildo Lins da Gama Júnior, foi o recordista em número de jogos, com total de 876 partidas.

Publicidade
Publicidade

Atuou como lateral esquerdo , meia volante e lateral direito. 

Romário

O baixinho, atual membro do Senado federal, fez 204 gol em 240 jogos pelo Rubro-Negro. Goleador, Invocado, Gênio, são alguns de suas descrições.

Dida

Dida foi destaque do segundo tri estadual do Flamengo (1953 a 1955). Edivaldo Alves de Santa Rosa, fez  264 gols e 357 jogos. Era o famoso camisa 10.

Adílio

Ele atuou ao lado de Zico e Andrade. Passou pelo Flamengo entre 1975 e 1987. Foi o terceiro jogador com maior número de jogos, 615 partidas.

Leônidas

Era conhecido como "Homem-Borracha" ou "Diamante Negro". Acertou 153 gols em 149 jogos, e ajudou imensamente o Flamengo a se tornar popular

Rondinelli

Graças ao seu gol de cabeça contra o Vasco, que a Geração de Ouro esplandeceu. Rondinelli era espetacular, não dava mole para os rivais.

Publicidade

Era capaz de jogar até com o maxilar quebrado.

Raul

Esse era "o goleiro". Raul chegou ao time em 1978 e vestindo a camisa do Flamengo foi quatro vezes Campeão Carioca, em 1978, 1979 (Especial), 1979 e 1981.

Júlio César

Júlio César iniciou a carreira em 1997. Chegou ao clube com 11 anos de idade, sendo que, em 2001, era titular. Disputou 285 partidas, e ganhou destaque no Brasil e mundo

Bruno

De todos que já passaram pelo clube, como andam dizendo por aí, "esse é o que mata". Se estamos  falando de quem fez história esse não poderia faltar. No auge da carreira, Bruno viu tudo desmoronar pelo envolvimento com a morte de Eliza Samúdio. #Futebol #Curiosidades #Resenha Esportiva