O Brasil lidera com bastante folga o quadro histórico de medalhas nas Olimpíadas entre os países da América do Sul. Desde a primeira participação tupiniquim, nos Jogos Olímpicos da Antuérpia (Bélgica) em 1920, até a última edição em Londres (Inglaterra) há quatro anos, ao todo, os atletas brasileiros conquistaram 108 medalhas, sendo 23 de ouro, 30 de prata e 55 de bronze.

Apesar de liderar o quadro histórico no continente sul-americano, o Brasil ainda está bem longe de figurar no quadro dos países com os maiores números de medalhas olímpicas conquistadas. Nos jogos da Rio 2016, no próximo mês de agosto, o país tentará entrar no time dos 30 melhores colocados, caso obtenha o rendimento planejado pelos atletas e treinadores, e, é claro, esperado pela torcida brasileira.

Publicidade
Publicidade

Ainda em comparação com os países vizinhos, a Argentina aparece logo atrás no quadro geral de medalhas olímpicas entre os sul-americanos, com 70 conquistadas no total, 38 a menos que o Brasil (os argentinos conquistaram 18 medalhas de ouro, cinco a menos que os brasileiros). Em relação às últimas edições dos Jogos, diferente do Brasil, que vêm obtendo seus melhores desempenhos, os “Hermanos” não estão conseguindo bons resultados, ficando de fora de muitos pódios.

As melhores participações da Argentina nas Olimpíadas foram em Amsterdã (Holanda), no ano de 1928, e na primeira edição em Londres (Inglaterra), vinte anos depois, no ano de 1948. Em ambas as edições, os argentinos conquistaram sete medalhas, sendo três douradas.

Apenas Brasil e Argentina conquistaram mais de 20 medalhas na #História das Olimpíadas entre os países da América do Sul.

Publicidade

A Colômbia conquistou 19 medalhas, no entanto, aparece atrás do Chile (que tem 13) no ranking geral, pelo fato dos chilenos terem mais medalhas de prata (sete contra seis). Ambos conquistaram duas de ouro.

Venezuela, com 12 medalhas, e Uruguai, com 10, completam a lista dos países sul-americanos que já conquistaram pódios nos Jogos Olímpicos.

O fato da Rio 2016 ser a primeira edição das Olimpíadas em um país da América do Sul aumenta a expectativa dos atletas do continente de obterem os melhores resultados de seus países em uma edição dos Jogos. #Rio2016