Nesta terça-feira (03), a presidente Dilma Rousseff acendeu a tocha Olímpica, no Palácio do Planalto, e falou que mesmo com toda instabilidade política, a Olimpíada no Rio será um sucesso.

Atualmente, Dilma é alvo do processo de impeachment, onde segue em andamento pelo Senado e irá decidir se a presidente sofrerá um afastamento de 180 dias, após este afastamento será investigada pelos crimes dos quais está sendo acusada e o vice-presidente Michel Temer assume o comando do Planalto. Mas Dilma preferiu não falar sobre o assunto, focando somente no evento e dando a largada para a maratona de revezamento da tocha olímpica.

Durante o discurso, Dilma citou que é ‘muito difícil’ a situação que o país vive atualmente, em razão da crise econômica e política, e pediu para que a sociedade se esforce e que o país não perca o espirito de tolerância e respeito as divergências.

Publicidade
Publicidade

A presidente ainda ressaltou que o país será capaz de conviver com todos os atletas e visitantes estrangeiros mesmo diante deste período complicado. 

Dilma ainda acrescentou que o Brasil é um país onde o povo sabe lutar por seus direitos e proteger a democracia, e ressaltou: ‘’O que vale é a luta e nós sabemos lutar’’.

Tour da Tocha Olímpica

A corrida da tocha olímpica deu início nesta terça-feira, em Brasília, nesta quarta passará pelas cidades de Corumbá de Goiás, Pirenópolis e Anápolis, em Goiás, chegando na capital, Goiânia, e no mesmo dia em Inhumas, na quinta-feira (05). O destino final será a cidade do Rio de Janeiro, sede oficial do evento que começa no dia 5 de agosto, finalizando no dia 21 do mesmo mês. Famosos como Zezé di Camargo e Luciano estão hoje no evento, em sua terra natal.

Publicidade

Os eventos serão distribuídos em quatro regiões do Rio: na Zona Oeste, Barra da Tijuca, Parque Olímpico do Rio (que faz parte de uma ampliação do Complexo esportivo da ‘Cidade dos esportes’) e no famoso estádio do Maracanã.

A construção do Parque Olímpico teve início em 2012, recebendo um investimento de R$ 5,6 bilhões. Já no transporte Público foram investidos R$ 24 bilhões. #Governo #Rio Cultura #Rio2016