A exatamente três meses da estreia na Rio 2016, a seleção brasileira masculina de polo aquático participa, de 10 a 15 de maio, da Liga Mundial, em Yokohama, no Japão. Em 2015, o Brasil conquistou a medalha de bronze da competição, pela primeira vez na história. Na fase preliminar, enfrentará Austrália, China, Cazaquistão, Estados Unidos e Japão. Os quatro primeiros se juntarão aos classificados da fase europeia para a disputa da Super Final, de 21 a 26/6, em Huizhou, na China. Como os chineses são os anfitriões, caso o país ocupe até a quarta colocação na seletiva, o quinto colocado do grupo de Yokohama estará automaticamente classificado.

Apesar de não ter participado das sete últimas edições dos Jogos Olímpicos, a seleção brasileira é considerada candidata a uma medalha na Rio 2016.

Publicidade
Publicidade

O Brasil se fortaleceu nos últimos anos, graças a um planejamento minucioso visando as Olimpíadas. O projeto começou com a contratação do técnico croata Ratko Rudic, último campeão olímpico pelo seu país natal, o reforço da equipe com atletas de dupla nacionalidade, e a chegada de jogadores naturalizados. Cumprida essa etapa, iniciou-se um programa intensivo de preparação, incluindo jogos contra seleções de ponta.

Os grupos da modalidade para os Jogos Olímpicos foram definidos em sorteio e ficaram assim:

Grupo A: Brasil, Grécia, Sérvia, Austrália, Hungria e Japão

Grupo B: Estados Unidos, França, Espanha, Itália, Montenegro e Croácia

A chave do Brasil foi considerada “equilibrada” pelo técnico Rudic. “Nosso calendário de jogos pode nos dar a possibilidade de um bom início, obtendo bons resultados contra Austrália e Japão.

Publicidade

Temos grandes chances de chegar às quartas de final”, concluiu.

Os especialistas apontam Sérvia, Croácia e Hungria também como favoritos às medalhas na Rio 2016. A Croácia é a atual campeã olímpica e foi vice na Liga Mundial do ano passado, enquanto a Sérvia venceu o último campeonato mundial e é tricampeã da Liga Mundial. Já a Hungria tem enorme tradição na modalidade, obtendo oito medalhas de ouro em todo o ciclo olímpico. #Rio2016