Considerado por muitos o melhor treinador do Brasil, Tite não consegue nos números, amparo para essa afirmação. Comparando-se o aproveitamento do técnico com os rivais que vão disputar a Série A do Brasileirão em 2016, o comandante do Corinthians aparece apenas em 4º lugar no ranking que leva em consideração todos os resultados conseguidos pelos "professores" em jogos na divisão de elite do #Futebol nacional desde que o sistema de pontos corridos foi implantado (2003-2015).

O líder dessa listagem é justamente o treinador do Grêmio, Roger Machado, adversário do Corinthians na primeira rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo acontece no domingo, 15 de maio.

Publicidade
Publicidade

Roger assumiu o Tricolor Gaúcho na temporada passada e conseguiu ganhar 60,95% dos pontos disputados nos 35 duelos em que esteve na direção da equipe. Tite, que já passou por seis diferentes equipes no Brasileirão, incluindo o Grêmio, tem um currículo bem maior, de 331 partidas na competição, e apresenta aproveitamento de 53,47%.

Se, ao contrário de Roger, Tite tem duas conquistas de título do Brasileirão em sua carreira, também carrega o peso de um rebaixamento. Ele participou da campanha do Atlético-MG em 2005. Embora tenha sido demitido durante o torneio e não estivesse no banco na rodada da queda, foi o responsável pelo time em 40,48% da competição.

Muricy e Levir Culpi também superam técnico corintiano

Tite é superado também por dois outros treinadores. Um deles é Muricy Ramalho, atualmente no Flamengo, e quatro vezes campeão nacional no sistema de pontos corridos (três pelo São Paulo e uma pelo Fluminense).

Publicidade

Com 440 partidas disputadas, o comandante rubro-negro tem índice de 56,97% de faturamento de pontos.

O pódio dos técnicos com maior aproveitamento é completado por Levir Culpi, do Fluminense. Vice-campeão brasileiro com o Atlético-MG em 2015, ele possui índice de 56,45% em 137 partidas na competição.

A listagem é completada da seguinte maneira: 5) Ricardo Gomes, Botafogo, 52,52%; 6) Cuca, Palmeiras, 50,53%; 7) Dorival Júnior, Santos, 47,90%; 8) Oswaldo de Oliveira, Sport, 46,53%; 9) Argel Fucks, Internacional, 46,07%; 10) Milton Mendes, Santa Cruz, 45,24%; 11) Eduardo Baptista, Ponte Preta, 44,74%; 12) Paulo Autori, Atlético-PR, 44,20%; 13) Diego Aguirre, Atlético-MG, 43,75%; 14) Vagner Mancini, Vitória, 40,30%; 15) Guto Ferreira, Chapecoense, 40,08%; 16) Givanildo Oliveira, América-MG, 38,79%; 17) Gilson Kleina, Coritiba, 36,31% e 18) Vinicius Eutrópio, Figueirense, 34,48%.

A relação só tem 18 dos 20 treinadores que vão disputar a edição de 2016 do torneio uma vez que dois dos comandantes do times da elite do futebol brasileiro são estreantes. O argentino Edgardo 'Paton' Bauza, do São Paulo, fará sua primeira partida na competição domingo contra o Botafogo. O Cruzeiro também terá um novato no torneio. O português Paulo Bento, no entanto, só dirigirá o time a partir da segunda rodada. #Campeonato Brasileiro #PaixãoPorFutebol