O escocês Andy Murray, campeão olímpico atual na categoria simples e 2ª tenista no ranking mundial, não ficará na Vila Olímpica durante os Jogos Olímpicos do Rio. O britânico revelou que ficará hospedado num apartamento alugado, junto ao resto de sua equipe.

A estratégia já funcionou nas Olimpíadas de Londres, quando Murray levou seu primeiro ouro olímpico jogando contra Roger Federer. Em Pequim 2008, Murray ficou na Vila Olímpica e atribuiu seu desempenho decepcionante às distrações que a Vila proporciona. Em 2008, o tenista foi desclassificado na primeira rodada pelo taiwanês Yen-Hsun Lu. 

Segundo o tenista, ficar longe dessas distrações ajuda a focar na competição e ter um desempenho diferenciado aos competidores.

Publicidade
Publicidade

Apesar de não se hospedar na Vila, ele frequentará o complexo para encontrar os atletas britânicos de outras modalidades.

Roger Federar anunciou que ficará hospedado numa mansão em Angra dos Reis. 

Mais sobre Murray

Parte do chamado Big Four do tênis (Os quatro melhores), ao lado de Roger Federer, Rafael Nadal e Novak Djokovic, Andy Murray é filho da ex-tenista Judy Murray e irmão mais novo do também tenista Jamie Murray. Andy se tornou parte do Top 10 no ranking mundial de tenistas pela primeira em 2007 e foi número 2 em 2009, no ranking mundial simples. 

Além de sua conquista olímpica, o tenista foi o ganhador do Grand Slam US Open em 2012, sendo o primeiro britânico a vencer desde 1936 e em 2013 conquistou o Grand Slam de Wimbledon, também quebrando recordes para seu país, que não vencia desde 1936.

Publicidade

Em 1936, o ganhador de ambos prêmios foi o britânico Fred Perry. 

Em 2012, Murray se tornou o único tenista masculino a ganhar uma medalha de ouro olímpica e o Grand Slam do U.S. Open no mesmo ano. Nas Olimpíadas de 2012 também foi ganhador da medalha de prata nas duplas mistas, competindo ao lado de Laura Robson. A derrota veio das mãos da dupla bielorussa Victoria Azarenka e Max Mirnyi.

Em 2015, Andy Murray foi campeão da Copa Davis ao lado do irmão, Jamie Murray. Os irmãos foram responsáveis por mais um recorde quebrado para a Grã-Bretanha, que não ganhava a Copa Davis a 79 anos. #Rio2016