Uma questão diplomática provocou mudanças na equipe de natação do Brasil para os #Jogos Rio 2016. Atendendo um pedido oficial do Comitê Olímpico da Austrália, o COB decidiu afastar o treinador Scott Volkers do grupo que representaria o país nas disputas da natação na Olimpíada. Pairam sobre o australiano acusações, feitas por três nadadoras, de que teria praticado abuso sexual durante a década de 80. Desde então, embora não tenha ido a julgamento, o técnico da Austrália foi proibido de trabalhar com esportistas menores de dezesseis anos.

Scotti Volkers está no Brasil há aproximadamente cinco anos, exercendo suas atividades como técnico no Minas Tênis Clube, onde atuam alguns dos principais nadadores que defenderão o país nos Jogos Rio 2016.

Publicidade
Publicidade

Tal afinidade provocou o interesse do Comitê Olímpico Brasileiro de que o treinador fizesse parte da equipe. Volkers chegou a trabalhar com Cesar Cielo, principal nome da natação do país, que estará ausente da competição olímpica.

O treinador australiano nega todas as acusações. O pedido, formulado via carta pelo Comitê Olímpico da Austrália, é ainda mais incisivo, solicitando que Scotti Volkers seja banido dos Jogos Rio 2016, e não somente impedido de trabalhar como treinador. Como a quantidade de nadadores integrantes da seleção habilitaria um dos técnicos do Minas Tênis Clube a ocupar uma das vagas na equipe olímpica de natação, o mais provável é que um novo nome do clube seja chamado para compor o grupo.

É importante destacar que, no ano de 2014, Scotti Volkers foi impedido na Austrália de participar de um torneio internacional pela delegação brasileira.

Publicidade

Uma vez que o credenciamento foi vetado, a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos se viu obrigada a chamar um novo integrante. Polêmicas à parte, os nadadores brasileiros seguem trabalhando firme na preparação para os Jogos Rio 2016, com o intuito de fazer bonito em casa e estabelecer novos recordes para o esporte olímpico do país. Os Jogos Olímpicos serão disputados no mês de agosto. #Rio2016