O Brasil tem vários lutadores de MMA e já obteve vários títulos em diversas categorias porém hoje não está mais com essa bola toda. A nova geração de lutadores do Brasil não está se saindo muito bem. Neste domingo, dia 29/05, tivemos no #UFC quatro brasileiros disputando boas lutas. Duas estavam no principal duelo. Nenhum brasileiro se saiu bem.

O combate mais esperado da noite era com Cody Garbrandt, que venceu o brasileiro Thomas Almeida por nocaute aos 2m53s do primeiro round. Com um Boxe bem alinhado e a mão pesada, o americano encurtou a distância e passou a conectar fortes golpes no brasileiro, que se concentrava na defesa.

Publicidade
Publicidade

Após mais uma boa sequência, o lutador adversário  deu fim à luta quebrando uma sequência de mais 20 vitórias do brasileiro. No final da luta se pode perceber um profunda tristeza no semblante de Thomas que parecia não acreditar no que tinha acontecido.

Outro lutador brasileiro que se deu mal foi o Renan, que decepcionou novamente. Perdeu por decisão unânime e com apresentação longe da forma que fez o lutador campeão. Foi derrotado por Jeremy Stephens.

Chris Camozzi venceu outro brasileiro, Vitor Miranda. Nessa luta, o brasileiro até que se saiu bem no início, mas depois desandou na luta e acabou abatido.

Jake Collier venceu o campeão mundial de Muay Thai Alberto Uda, que fazia sua estreia no UFC. Seus golpes afiados não foram suficientes para derrotar seu adversário, perdendo por nocaute técnico a 1m06s do segundo round.

Publicidade

Fase menos boa no octógono

O Brasil vem perdendo prestígio diante de outros lutadores. Durante os quatro combates, o que se pôde ver foi lutadores nervosos; deu a impressão que não estavam concentrados o suficiente ou estavam confiantes demais que não deram a devida atenção ao oponente, resultando nesse fiasco. Agora o treino e a força de vontade para dar a volta por cima são essencial para que nas próximas lutas não aconteça o que aconteceu e a torcida brasileira possa vibrar com boas vitórias e o Brasil alcance novamente o topo das competições.