Neste domingo (12), a #Seleção Brasileira perdeu para a Seleção Peruana por 1 a 0. Consequentemente, acabou sendo eliminada da Copa América Centenário, e o assunto mais comentado não foi nem tanto a eliminação precoce, mas sim, como ficaria o futuro do técnico Dunga no comando da Seleção do Brasil. Caso as especulações sejam verdadeiras, Dunga entregará seu cargo para o técnico Tite, que, atualmente, comanda o #Corinthians.

A torcida alvinegra já se manifesta há muito tempo sobre a possível saída do ídolo corintiano, já que, apesar de ser um treinador inteligente, Tite é considerado um dos mais vencedores, na atualidade.

Publicidade
Publicidade

O técnico alvinegro tem contrato válido com o Timão até 2017, mas isso não impediu que Confederação Brasileira de #Futebol (CBF), o procurasse. Por sua vez, o treinador disse não, pois, naquela ocasião, o clube do Parque São Jorge ainda estava disputando a Copa Libertadores da América, agora, sem disputar o torneio continental, o assunto muda completamente de rumo.

Roberto de Andrade é presidente do Timão desde 2015. Na semana passada, ele cedeu entrevista ao portal de notícias LANCE!, e ressaltou que não tem medo de perder um dos maiores ídolos alvinegro para a Seleção. Ele ainda falou que não sabe se Tite aceitaria ou não caso a CBF o convidasse.

Mesmo antes de iniciar a Copa América, que aconteceu no Chile em 2015, Tite foi sondado pela Seleção, assim, não foi diferente após a eliminação diante da Seleção Paraguaia, ainda nas quartas-de-final e, por último, no mês de abril deste ano.

Publicidade

Agora não deve ser diferente, após ser eliminado vergonhosamente em um grupo que não tinha seleções de grande expressão como Peru, Haiti e Equador.

O técnico Tite foi campeão com o Corinthians do Campeonato Brasileiro em 2015. Nesta atual edição, o Timão ocupa a quarta colocação, pois perdeu a liderança para o Internacional, após ser derrotado para seu arquirrival Palmeiras, por 1 a 0. Ele é o segundo maior treinador que comandou o clube do Parque São Jorge na história, com um total de 378 jogos disputados, somando 72 derrotas, 196 vitórias e 110 empates.