Foram necessários cinco partidas para se encontrar, finalmente, o campeão português de handebol. ABC de Braga e Benfica protagonizaram um final de temporada emocionante. No total, entre final de campeonato e da Taça Challenge, as equipes jogaram seis vezes em maio e uma em junho, em um total de sete partidas surpreendentes. Na tarde deste sábado, o jogo mais polêmico e decisivo de todos deu o título de campeão português ao ABC de Braga após vitória por 32-30. 

Para trás, tinham ficado quatro partidas nessa grande final, depois de o ABC ter se colocado sempre em vantagem, e com o Benfica aproveitando sempre o apoio dos seus torcedores para empatar a eliminatória.

Publicidade
Publicidade

No quarto encontro, o ABC ficou perto de vencer o campeonato, quando levou a partida para a prorrogação, mas o Benfica teve coragem suficiente para sair de uma situação bem difícil e manter todas as hipóteses para vencer o título. 

Na partida decisiva, o início de jogo foi bem dividido, com muitos gols. Aos dez minutos, as equipes estavam empatadas em cinco gols. Foram precisos 17 minutos para que o Benfica chegasse na frente pela primeira vez. Foi um gol de Elledy Semedo, em contra-golpe, fazendo o 7-8 para o Benfica, em uma fase em que a equipe das águias estava jogando melhor. 

Na entrada para os cinco minutos finais, o Benfica ia vencendo por dois gols, e chegou no intervalo com uma vantagem de três gols, quando saiu ganhando por 13-16. 

No início do segundo tempo, o Benfica continuou melhor, tanto que aumentou logo para quatro gols a sua vantagem, na primeira jogada, fazendo o 13-17.

Publicidade

O ABC foi sempre lutando para reduzir a diferença, tentando se colar ao Benfica, mas sentindo sempre mais dificuldades perante uma defesa bem mais alta do adversário. 

Na entrada para os quinze minutos finais o Benfica seguia vencendo por 20-23, um avanço que ia dando tranquilidade para a equipe e desconcentrando mais o ABC, que, com o tempo passando, se foi tornando mais precipitado, especialmente no seu jogo de ataque. 

Já dentro dos cinco minutos finais, o Benfica ia segurando uma vantagem tranquila, com 23-27. No entanto, os minutos finais foram alucinantes e o ABC conseguiu mesmo o empate em 28 gols. Final de tempo emocionante e a partida teve mesmo que ser decidida na prorrogação. 

Aí, foi melhor o ABC. Galvanizado por seus torcedores, arrancou uma vitória mágica para voltar a celebrar a conquista de um campeonato nove anos depois. #Europa #Resenha Esportiva