O atacante Alecsandro, que atua pela Sociedade Esportiva Palmeiras, foi flagrado no exame antidoping, por uso de anabolizante, em teste realizado após o clássico contra o Corinthians no dia 03 de abril do corrente ano, duelo este válido pela décima quarta rodada da primeira fase do Campeonato Paulista de #Futebol.

O teste realizado pelo jogador deu positivo para a substância O-Dephenylandarine. Tanto o atleta quanto o clube alviverde já foram notificados quanto ao resultado do exame, que aconteceu após a vitória do Palmeiras por 1x0 frente ao “timão”.

Apesar de já terem sido comunicados a respeito do fato, o atacante ainda não vai ser submetido a uma suspensão, pois a punição preventiva só ocorrerá após o resultado da contraprova, que caso confirme o doping, Alecsandro receberá a suspensão de 30 dias, e o TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) marcará a data do julgamento.

Publicidade
Publicidade

A contraprova deve ocorrer até o inicio da próxima semana, porém essa notícia causou espanto à diretoria, comissão técnica, elenco e corpo clínico da equipe palmeirense, pois em todos os tipos de exames realizados rotineiramente, nunca evidenciaram nada anormal com o atleta.

Várias coincidências giram em torno desse caso de doping do atacante palmeirense. Uma delas, é que o flagra aconteceu em um clássico contra o maior rival, o Corinthians, que jogará novamente contra o alviverde no final dessa semana, em duelo válido pela 7ª rodada do #Campeonato Brasileiro de futebol. E o anúncio que surpreendeu a todos aconteceu justamente no dia seguinte ao julgamento do zagueiro corintiano Yago, que também havia sido flagrado em um antidoping em uma partida do Campeonato Paulista, também em um clássico, contra o Santos.

Publicidade

O alviverde paulista emitiu uma nota oficial, informando que no dia 03 de abril de 2016, em um clássico disputando contra o Corinthians, valendo pelo Campeonato Paulista de futebol, que foi constatada a presença da substância O-Dephenylandarine na urina que foi coletada do jogador Alecsandro, que é proibida pela WADA. E informou também que a contraprova sairá, provavelmente, no início da próxima semana, e que o resultado sairá em até 1 dia útil após o resultado. #Palmeiras