Já são quatro jogos em que o time não termina como vitorioso, no atual campeonato já é considerado o pior ataque, consequentemente tem o mais baixo saldo de gols e claro, com tudo isso, é o lanterna da Série A. Ainda que tudo isso já seja motivo suficiente para preocupar-se com a situação do time, a história do clube vem e intensifica ainda mais o sentimento de preocupação. Quando olhamos a campanha de 2014, aquela em que o clube foi rebaixado, iremos identificar similaridades com o que está ocorrendo atualmente.

5 pontos em 21 disputados, dois empates, apenas uma vitória e quatro derrotas. Para os mais crédulos fica mais uma informação: no ano de 2014, na sétima rodada, o placar também foi 1 a 1 e, acreditem, o adversário foi o Vitória, somente difere o estádio em que a disputa se deu, naquela ocasião o jogo foi no Moacyrzão e dessa vez foi no Raulino de Oliveira.

Publicidade
Publicidade

E se naquele momento dizia-se que nada é tão ruim que não possa piorar, dois anos depois veio a confirmação do ditado. Em 2014 o #Botafogo encontrava-se na 17º posição, apenas um ponto abaixo do Flamengo que era o primeiro time fora do Z-4, já esse ano o Botafogo encontra-se em 21º na tabela, dois pontos abaixo do Coxa que é o que está mais próximo da zona do rebaixamento. Essa campanha atual também se caracteriza como a segunda pior do clube em pontos corridos. A primeira foi em 2004, naquela, ao final da sétima rodada, o Botafogo tinha somado apenas 4 pontos.

A última vez que a torcida Alvinegra ficou tanto tempo sem ver o time conquistar uma vitória foi na temporada do ano passado na Série B.Os números assustam e geram preocupação não somente na torcida que viveu tudo aquilo com o time, mas até os que estão chegando agora no time já colocam-se preocupados e atentos.

Publicidade

O goleiro Sidão, que teve sua estreia ontem, disse que essa situação precisa ser resolvida rapidamente, lembrou o goleiro que trata-se de um Campeonato Brasileiro, e que essa é uma competição difícil.

Somar pontos é preciso para que a história não se repita. #Futebol