Os últimos anos do Campeonato Brasileiro demonstram em campo o motivo da nossa seleção estar cada vez mais em baixa no cenário mundial. Mesmo todo desmontado e muito inferior ao ano passado, com um técnico recém contratado e com vários jogadores no departamento médico, o #Corinthians ainda é candidato ao título.

O Palmeiras lidera demonstrando um bom #Futebol. Depois que o técnico Cuca chegou, o Verdão passou a jogar mais compacto e com toque de bola sofisticado. Cuca retirou os volantes de marcação e fez um meio de campo moderno. O alviverde já não está oscilando como em anos anteriores e tem no talento de Gabriel Jesus e no goleiro Fernando Prass a esperança de um título brasileiro após 22 anos. 

Com 22 pontos após 11 rodadas, o Corinthians está na vice-liderança do Brasileirão, mesmo perdendo no começo do ano sete jogadores importantes (Jadson, Renato Augusto, Malcon, Vagner Love, Gil, Edu Dracena e Ralf) e o técnico Tite, maior da história do clube, deixou o Corinthians juntamente com sua comissão técnica para assumir a seleção brasileira.

Publicidade
Publicidade

Com um time totalmente reformulado e com poucos reforços, o Corinthians ainda briga pelo título e demonstra que o #Campeonato Brasileiro está num nível abaixo dos anos anteriores. 

Em 2013 e 2014, o Cruzeiro era um time fortíssimo e fez bastante sucesso sob o comando de Marcelo Oliveira. Éverton Ribeiro, Marcelo Moreno e Ricardo Goulart levaram a Raposa ao bicampeonato com uma certa facilidade. Em 2015, o Corinthians de Renato Augusto, Jadson e Tite levou a melhor diante do Atlético Mineiro e conquistou o brasileirão jogando um futebol refinado. 

Em 2016, é difícil assistir ao Campeonato Brasileiro e enxergar uma equipe que jogue um futebol de qualidade e que tenha um favoritismo diante das outras. Palmeiras, Corinthians, Grêmio e Internacional são atualmente as equipes que estão nas primeiras colocações, mas não encantam.

Publicidade

Nenhuma delas tem um esquema tático bem definido e jogadores de alto nível. Em 2015, o Corinthians somou 81 pontos, recorde do Brasileirão, com 71,1% de aproveitamento. Este ano, a equipe está com 66% de aproveitamento dos pontos e se manter essa média chegará no máximo aos 75 pontos.