O #Botafogo, que se encontra na lanterna do Campeonato Brasileiro, tem se mostrado com muitas dificuldades nessa temporada. O glorioso conseguiu apenas quatro pontos nas seis partidas que disputou. Almejando crescer no campeonato, o clube apresentou nesta quarta-feira o meia Camilo. A idade de 30 anos fez com que alguns comentaristas esportivos questionassem o #Futebol do atleta, porém essa não é a opinião de Casagrande, que acredita que com Camilo o Botafogo irá ter mais qualidade técnica no time. Apesar do elogio Casagrande acredita que o Botafogo continuará brigando e lutando contra o rebaixamento, sem conseguir conquistar as grandes aspirações que tem sido ditas em General Severiano.

Publicidade
Publicidade

.

Em entrevista, o comentarista falou que Camilo é uma contratação necessária, e que trata-se de um bom jogador. No entanto, Casagrande ressaltou que o meio de campo não é o atleta que vai resolver o problema do Botafogo, já que o time é que precisa ser melhorado. Pois, para o comentarista, do que adianta ter um jogador de qualidade se a bola não chegar até ele?

O comentarista Júnior também elogiou a contratação do volante Dudu Cearense, que estreou na derrota para o Santos, no domingo. No entanto, os dois meio-campistas não são grandes goleadores.

"O Dudu Cearense estava fazendo ótimos jogos pelo Fortaleza. Pode ser um jogador que possa ajudar. Mesmo assim, estamos falando de um setor onde os jogadores não fazem gol toda hora, são organizadores. Está precisando de um cara para empurrar a bola", afirmou.

Publicidade

Júnior destacou as qualidade técnicas do jogador Ribamar, de 19 anos, mas acredita que a prioridade do Botafogo deve ser encontrar um centroavante. O Alvinegro tem apenas três gols na competição e tem o pior ataque da Série A nas primeiras seis rodadas.

O Botafogo volta a campo, no domingo, para enfrentar o Vitória, em Volta Redonda, ainda sem Camilo. O jogador, que estava no Al Shabab, da Arábia Saudita, só poderá estrear depois do dia 20, quando abre a janela para transferências internacionais.