Atlético-MG e Ponte Preta entraram em campo neste domingo, pela 9° rodada do #Campeonato Brasileirovivendo momentos diferentes na competição. O Galo, que estava a sete jogos consecutivos sem uma única vitória, via o trabalho do bicampeão brasileiro Marcelo Oliveira indo de mal a pior. Já a Ponte Preta, 9° colocada até o início da rodada, vinha de vitória jogando em casa contra o Atlético-PR.

Primeiro tempo

O Atlético-MG nem de longe parecia a equipe com problemas defensivos e que estava pressionada a vencer. Leve em campo, o Galo dominou completamente as ações da primeira etapa e contou com um frangaço do goleiro João Carlos, aos 23 minutos, para abrir o placar.

Publicidade
Publicidade

Leandro Donizete recebeu no meio da rua e arriscou uma bomba, o goleiro da Macaca tentou encaixar a bola, que passou por cima de seu ombro e entrou. 1x0 para o Galo.

A Ponte Preta parece ter sentido muito o gol, tanto é que apenas o zagueiro Kadu foi consolar o desolado João Carlos após o gol sofrido. Com velocidade e eficiência no ataque, o Galo passou a jogar sozinho no Independência, e o que todo mundo estava prevendo aconteceu. Aos 28 minutos, Cazares recebeu passe de Leandro Donizete na entrada da área, dominou e chutou no ângulo do goleiro João Carlos. 2x0 para o Galo.

Segundo tempo

O time da casa continuou dominando, mas o jogo ficou mais burocrático na etapa final. O técnico Eduardo Baptista certamente não ficou satisfeito com o que viu na etapa final e fez duas alterações em sua equipe já no intervalo.

Publicidade

Saíram Roger e Clayson para a entrada de Thiago Galhardo e Wellington Paulista. Ainda insatisfeito, o técnico pontepretano fez mais uma alteração no ataque aos 21 da etapa complementar. Saiu Felipe Azevedo, um dos destaques da equipe na primeira etapa e entrou Willian Pottker.

Com o jogo muito truncado no meio campo, o Atlético ainda assim conseguiu ser mais perigoso no ataque. Logo no primeiro minuto do segundo tempo, em falta cobrada por Cazares, Fred quase marcou o terceiro, mas cabeceou pra fora. A partir daí, lance claro de ataque aconteceu apenas aos 24 minutos com o cabeceio de Erazo, após cobrança de escanteio de Robinho.

Já no fim do jogo, aos 29 minutos, Carlos, que havia acabado de entrar na partida, fez o terceiro do Atlético-MG. Após mais uma boa jogada de Leandro Donizete, Carlos recebeu passe na medida e tocou na saída de João Carlos para decretar a vitória do galo. Placar final: Atlético-MG 3x0 Ponte Preta.

Confira os gols do jogo:

#Resenha Esportiva #Atlético Mineiro