A esperança da torcida tricolor baiana de ver voltar pra casa um de seus maiores craques, o lateral-direito Daniel Alves, ganhou mais um capítulo nesta quinta-feira (2 de junho). Daniel Alves anunciou que está de saída do Barcelona, clube que defendeu por oito anos. O craque brasileiro está fazendo as malas para jogar pela Juventus da Itália. A transação no #Futebol europeu não teria nenhuma relação com o futebol baiano se não fosse por um detalhe: ao longo de 2016 o lateral deu diversas entrevistas para a imprensa nacional e internacional dizendo que gostaria de encerrar sua carreira - em boa forma física, ressaltou - no clube que o lançou: o Bahia. 

A saída de Daniel Alves do Barcelona pegou os torcedores do clube espanhol de surpresa.

Publicidade
Publicidade

Todos achavam que o atleta encerraria a sua carreira - pelo menos no que diz respeito ao futebol europeu - no Barça. No ano passado, o jogador assinou um contrato de dois anos com o clube que o consagrou, renovável por mais um. Ou seja, Daniel Alves ficaria no clube até os 35 anos, idade avançada para um jogador de futebol em um clube tão importante. Agora, Daniel muda de clube e assina um novo contrato de três anos com a Juventus. Quando este novo compromisso terminar (e a torcida do Bahia espera que seja o último fora do Brasil) Daniel Alves terá 36 anos. 

Vale ressaltar que, em uma entrevista do atleta ao site da Fifa, há apenas quatro meses, Daniel Alves deu a entender que encerraria a sua carreira europeia no Barcelona e viria para o Bahia. Na conversa com o site, o repórter perguntou o que Daniel iria fazer quando terminasse a parceria com Messi, Neymar e Suárez.

Publicidade

O juazeirense respondeu que já havia prometido encerrar a carreira onde começou, no Bahia, como uma forma de agradecimento ao clube que lhe deu a chance de brilhar. Daniel ressaltou, entretanto, que só fará isso se for bom para ele e para o clube. Prometeu até mesmo se manter em forma até esse dia chegar. 

Jogadores com mais de 30 anos em alta na Europa

É claro que atingir a marca dos 30 anos não significa, necessariamente, a aposentadoria. Mas são poucos os jogadores que se mantém valorizados em grandes times europeus após os 35 anos. Atualmente temos como exemplo de craques mais "maduros" os jogadores Ibrahimovic (34 anos), Xabi Alonso (34) e Thiago Motta (33). 

Agora resta à torcida do Bahia torcer para que, aos 36 anos, Daniel Alves ainda esteja em forma física boa o suficiente para brilhar no campeonato brasileiro, mas cansado o suficiente para preferir voltar para a sua terra natal. Daniel sonha com isso. A torcida do Bahia também. E, como disse o também baiano Raul Seixas na música "Prelúdio", "sonho que se sonha só, é só um sonho que se sonha só, mas sonho que se sonha junto é realidade".  #PaixãoPorFutebol